Logo UniCEUB Centro Universitário de Brasília

Repositório Institucional

voltar ao site

Centro Universitário de Brasília - UniCEUB >
HIS - História >
HIS - Cadernos de História >

v. 1, n. 1, 1º sem. 2012

Página principal da coleção

Assinar esta coleção para receber notificações por e-mail de cada item inserido
Visualizar estatísticas



















Apresentação: sobre currículo, diversidade e ensino de história: reflexões de professores pesquisadores em formação

Autora: Cristiane de Assis Portela



Currículo: uma questão de sexo e sexualidade?

Autor: Rafael Rangel Goulart

Resumo:

O presente artigo tem como objetivo demonstrar como o currículo tem sido usado para normatizar o comportamento dos indivíduos nas diversas modificações das bases curriculares. Para tal fim, será utilizada a obra Documentos de Identidade: Uma introdução às teorias do currículo, de Tomaz Tadeu da Silva, além das obras de autores, como Deborah Britzman, Judith Butler, Peter Fry, entre outros, a fim de identificar como o tema sexo e sexualidade foi abordado nas propostas curriculares. A partir desta análise, proponho que se dedique mais atenção a teoria queer, com a finalidade de se problematizar os possíveis diálogos entre educação e sexualidade na contemporaneidade.



Educação é liberdade?

Autora: Jéssyca Lorena Alves Bernardino

Resumo:

Por meio da obra Documentos de Identidade, de Tomaz Tadeu da Silva, e de outras obras, o presente artigo pretende colocar em diálogo Currículo e História, procurando formas de problematizar o fazer histórico, focalizando a escola de periferia – por ser um local privilegiado para construção de pré-conceitos sociais. Busca-se mostrar que mudanças de postura no olhar e no fazer didático entre discente e docente podem quebrar concepções negativizadoras da periferia e do ensino de História. Como ponto de partida, propõe-se um link com o filme estadunidense Escritores da Liberdade2 e com questões sociais que se fazem presentes no âmbito educacional, e, portanto, são parte da problematização.



Reflexões sobre identidade negra e análise da revolta dos Malês no livro didático de história

Autora: Manuela de Novaes e Silva Alves

Resumo:

O presente artigo discute alguns dos problemas acerca da identidade negra, bem como suas representações e construções, partido, primeiramente de uma problematização do conceito de identidade. Busca-se pensar sobre o que está envolvido na construção da identidade negra e como o tema vem sendo tratado no livro didático selecionado para análise. Aponta-se a necessidade de que os currículos e os autores dos livros didáticos caminhem no sentido de valorizar essas identidades, sem que o tema recaia em congelamento ou até mesmo na perpetuação de estereótipos e preconceitos.



Da gravidez à orientação sexual: a visão da juventude em busca da identidade sexual

Autora: Carla Loreane Maicá Soares

Resumo:

Este artigo propõe analisar a gravidez como consequência da vivência da sexualidade por jovens adolescentes moradoras do Distrito Federal. A partir das observações desenvolvidas durante estágio extracurricular no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), e apoiada pelo diálogo com textos que envolvem o tema, busco destacar o valor da família e da escola como instituições fundamentais para o desenvolvimento psicossocial da juventude. O objetivo é problematizar os mecanismos utilizados para a conscientização dos jovens e, com isso, indicar a importância de se adotar uma nova postura pedagógica acerca da orientação sexual, conforme apresentada nos currículos escolares.



Desafio para os educadores: ensino de história local e multicultural

Autor: Dalton Schneider

Resumo:

O presente artigo apresenta uma breve reflexão sobre o ensino de História sob a perspectiva multicultural e as dificuldades relacionadas ao ensino da história local e do cotidiano. Sob essa perspectiva, os currículos devem permitir uma educação multiculturalmente orientada, resultado da combinação das dimensões pedagógicas, políticas, culturais e sociais, completadas pelos saberes construídos pelos alunos em diferentes espaços e por diversos meios. Nesse sentido, devem orientar o trabalho do professor para que este atue como profissional reflexivo, de forma a romper com as práticas monoculturais presentes no cotidiano do ambiente escolar.



Reflexões a respeito da disciplina Pesquisa e prática pedagógica dos cursos de licenciatura do UniCEUB

Autor: Carlos Charalambe Panagiotidis