Logo UniCEUB Centro Universitário de Brasília

Repositório Institucional

voltar ao site

Centro Universitário de Brasília - UniCEUB >
PSI - Psicologia >
PSI - Monografias >
PSI - Graduação >

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/235/4611

Título: “500 dias com ela”: análise comportamental de relações afetivas
Autor(es): Medeiros, Carlos Augusto de
Pereira, Helen Carolina Ferreira
Palavras-chave: Análise do comportamento
Relações amorosas
Regras
Questões de gênero
Data do documento: Jul-2013
Citação: PEREIRA, Helen Carolina Ferreira. “500 dias com ela”: análise comportamental de relações afetivas. 2013. 87 f. Monografia (Graduação em Psicologia) – Faculdade de Ciências da Educação e Saúde, Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: A análise de produções culturais como livros, filmes e músicas tem sido útil para auxiliar o entendimento de conceitos da Análise do Comportamento. O filme “500 dias com Ela”, uma comédia romântica que trata de relações amorosas, é especialmente rico para a compreensão destes conceitos. Isso quando lançados sobre a dinâmica relacional dos personagens um enfoque comportamental. O enredo gira em torno da relação do casal Tom Hansem e Summer Finn. Tom, influenciado pelos modelos sociais apresentados em músicas, filmes e literatura, acreditava que somente quando encontrasse sua predestinada para viver uma relação afetiva/sexual é que poderia ser feliz. Summer, por sua vez não acreditava na mesma coisa, para ela liberdade era fundamental e a felicidade não estava condicionada ao estabelecimento de uma relação nos moldes tradicionais dos mitos do amor romântico. O sofrimento vivenciado por Tom em decorrência do termino do relacionamento faz com que ele questione sua visão de amor como elemento fundamental para ser feliz. Para a análise do comportamento dos protagonistas foram utilizados os conceitos de comportamento emocional, onde Tom apresenta em diversas cenas respostas emocionais respondentes e operantes; alguns conceitos de comportamento verbal, como significado pelo uso, e os operantes tato, tato distorcido, intraverbal e respostas de racionalização apresentadas na comunicação entre os personagens; modelação inversa, questão de gênero e autorregras no comportamento de Summer; e por fim aprendizagem vicariante e o controle por regras dos comportamentos de Tom, onde foram analisados os mitos do amor romântico transmitidos pelos meios de produção cultural, como livros, revistas, filmes e músicas, que influenciam sobre modo a maneira das pessoas se comportarem dentro do contexto de relações afetivas. Além de auxiliar a compreensão dos conceitos da Análise do Comportamento, este trabalho é especialmente útil por questionar o controle que algumas regras imprecisas exercem sobre o comportamento das pessoas no contexto das relações amorosas, e as fazem entrar em contato com estímulos aversivos, e por consequência perderem reforçadores para o seu comportamento.
URI: http://hdl.handle.net/235/4611
Aparece nas coleções:PSI - Graduação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
HELEN CAROLINA.pdf849.61 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir

Visualizar estatísticas

Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.