Logo UniCEUB Centro Universitário de Brasília

Repositório Institucional

voltar ao site

Centro Universitário de Brasília - UniCEUB >
PSI - Psicologia >
PSI - Monografias >
PSI - Graduação >

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/235/5487

Título: O uso de estratégias lúdicas e o trabalho psicológico no processo de hospitalização infantil
Autor(es): Queiroz, Morgana de Almeida e
Medeiros, Bárbara Ramos Peregrino
Palavras-chave: Hospitalização infantil
Estratégias lúdicas
Pediatria
Data do documento: Jun-2014
Resumo: Este estudo buscou analisar o trabalho do psicólogo a partir de revisão bibliográfica, enfatizando o uso de estratégias lúdicas como forma de minimização do sofrimento e sequelas emocionais da criança durante o processo de internação. No primeiro capítulo buscou-se descrever o processo da hospitalização e sua complexidade, em que é possível identificar as implicações que uma hospitalização traz para a vida do indivíduo e da criança. O segundo capítulo descreve o trabalho do psicólogo no cenário do hospital, em que este busca, por meio de diferentes estratégias, minimizar os sentimentos negativos advindos da hospitalização do paciente. O terceiro capítulo descreve o uso das estratégias lúdicas pelo psicólogo como facilitador para o enfrentamento da hospitalização e adesão ao tratamento neste cenário. O trabalho do psicólogo no contexto hospitalar, em acordo com o uso de estratégias lúdicas, conforme a necessidade que a criança apresenta, é fundamental para que a hospitalização não ocasione experiências unicamente negativas, e assim se busque visualizar melhores estratégias que atenuem o impacto da hospitalização. A partir do estudo sobre a temática da pediatria, são identificados diversos fatores que devem ser trabalhados na infância, em relação à experiência hospitalar, para que não haja futuros prejuízos na vida da criança. Estratégias que minimizam o impacto da hospitalização sempre devem ser utilizadas no contexto do hospital, pelo psicólogo e sua equipe, não somente no contexto da pediatria, mas também com adultos, visando sempre o bem-estar de quem está internado.
URI: http://hdl.handle.net/235/5487
Aparece nas coleções:PSI - Graduação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
20863123.pdf286.28 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia

Visualizar estatísticas

Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.