Logo UniCEUB Centro Universitário de Brasília

Repositório Institucional

voltar ao site

Centro Universitário de Brasília - UniCEUB >
PSI - Psicologia >
PSI - Monografias >
PSI - Graduação >

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.uniceub.br/handle/235/6199

Título: Sistema prisional: demandas para a psicologia
Autor(es): Frade, Laura
Macedo, Fernando Rodrigues
Palavras-chave: Sistema prisional
Encarceramento
Presídios
Penitenciárias
Data do documento: 2014
Resumo: O objetivo do presente trabalho monográfico é discorrer sobre a Psicologia no sistema prisional brasileiro ao tratar do ser humano após sua privação de liberdade. Faz abordagem dos pilares filosóficos do sistema prisional, o sistema penitenciário na atualidade e sua presente realidade, evidenciando, que o encarceramento da pessoa não o reintegra à sociedade, visto que o sistema prisional atual deve passar por profundas mudanças para que alcance o status de reintegrador do homem. Um tema atual, polêmico, rico em detalhes e opiniões que nos fazem refletir sobre dois conflitos: de um lado o psicólogo, que tenta resgatar o homem ao convívio social, dedicando-se de todas as formas a desempenhar seu trabalho para a melhoria da saúde psicológica do preso, e, do outro lado, o sistema prisional, escasso de políticas públicas e programas voltados para a reintegração do preso à sociedade. Sem se ter um diagnóstico claro dos efeitos do encarceramento sobre o indivíduo, as práticas públicas encontram grande dificuldade para produzir real reintegração. Sem dúvida esse é um desafio que convida a Psicologia para produção de respostas que tornem a atuação pública eficiente, eficaz e efetiva.
URI: http://hdl.handle.net/235/6199
Aparece nas coleções:PSI - Graduação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
20262186.pdf474.97 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia

Visualizar estatísticas

Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.