Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2589
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorNeubern, Maurício da Silvapt_BR
dc.contributor.authorSantos, Polyanna Gonçalves de Macedopt_BR
dc.date.accessioned2012-10-23pt_BR
dc.date.accessioned2012-10-30T18:08:04Zen_US
dc.date.accessioned2013-05-09T20:56:56Z-
dc.date.available2012-10-23pt_BR
dc.date.available2012-10-30T18:08:04Zen_US
dc.date.available2013-05-09T20:56:56Z-
dc.date.issued2007-11pt_BR
dc.identifier.citationSANTOS, Polyanna Gonçalves de Macedo. A técnica da metáfora para a ressignificação da doença. 2007. 57 f. Monografia (Graduação em Psicologia) – Faculdade de Ciências da Educação e Saúde, Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2007.-
dc.identifier.uri https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2589-
dc.description.abstractO presente trabalho tem como tema a técnica da metáfora para a ressignificação da doença. Com isto o objetivo que se pretende alcançar é a realização de uma análise teórica sobre a utilização da técnica da metáfora em contexto terapêutico para uma possível ressignificação da doença, podendo levar o sujeito adoecido a usufruir de bem estar e saúde, não considerando esta exclusivamente como ausência de doença. Com um novo significado o indivíduo possivelmente conviverá melhor com a sua enfermidade e consequentemente com os demais contextos que configuram seu atual momento. O termo doença aqui apresentado é utilizado de uma forma geral, não se prendendo a nenhuma enfermidade específica e nem mesmo a classificação como crônica ou aguda. O processo de adoecimento será articulado subjetivamente e não como uma relação linear de causa e efeito, onde o paciente é visto apenas como um corpo dessubjetivado. Para uma melhor compreensão deste assunto inicialmente será discutido a doença como um processo subjetivo, explorando toda a questão da subjetividade e seus componentes que são: as configurações subjetivas, os sentidos, emoções e significados. Aspectos correlacionados a esta questão, como o social, a possível expressão da doença e o corpo como constituinte de todo este processo também serão analisados. Já que a proposta é a utilização da técnica dentro do ambiente terapêutico, será abordado os importantes aspectos que permeiam o ambiente terapêutico para uma possível mudança, como a existência de uma relação segura e confiável entre terapeuta e cliente. Em seguida será explorada a descrição e a melhor forma de se utilizar a técnica da metáfora, considerando a singularidade de cada paciente. Com o objetivo de clarificar e exemplificar a proposta aqui apresentada o último capítulo é dedicado a uma reflexão de um estudo de caso, onde será explorado o assunto discutido ao longo do trabalho e principalmente será demonstrado de forma prática a possível utilização da metáfora para a ressignificação da doença. Foi possível perceber que a técnica da metáfora está bastante articulada com a complexa questão da subjetividade, sugerindo assim ser um bom recurso para a produção de novos sentidos perante a enfermidade, proporcionando uma melhor qualidade de vida.-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2013-05-09T20:56:56Z (GMT). No. of bitstreams: 2 20312471.pdf.txt: 106741 bytes, checksum: 0ef1577bc56379c075be3ffc4233f202 (MD5) 20312471.pdf: 147916 bytes, checksum: b5054337ce8946849c6ae0ea277e8b14 (MD5) Previous issue date: 2007-07en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectDoença-
dc.subjectSubjetividade-
dc.subjectMetáfora-
dc.titleA técnica da metáfora para a ressignificação da doençapt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.date.criacao2007-11pt_BR
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20312471.pdf144.45 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.