Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/12258
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorDantas, Renata Aparecida Elias-
dc.contributor.authorCleto, Fábio Santiago-
dc.date.accessioned2018-06-11T18:33:29Z-
dc.date.available2018-06-11T18:33:29Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.urihttps://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/12258-
dc.description.abstractO Crossfit® é um programa de força e condicionamento cardiovascular criado pelo treinador físico Greg Glassman em 1995. O Crossfit® provoca alterações fisiológicas nos indivíduos, sendo a Pressão Arterial um importante parâmetro da atividade cardíaca. Objetivo: analisar o comportamento da Pressão Arterial frente a dois protocolos de treinamento de Crossfit®, Cindy e Diane, com predominância de resistência e força, respectivamente. Amostra: 10 indivíduos do sexo masculino treinados há pelo menos 6 meses com frequência semanal de 5 treinos. Metodologia: Todos os indivíduos realizaram os dois protocolos, com intervalo de 1 semana. Foi coletada a pressão arterial sistólica e diastólica em 4 momentos: pré, pós, 30 minutos pós e 60 minutos pós exercício. Foi utilizado aparelho automático Hem 7200 Omrom previamente validado. Os dados coletados foram submetidos à analises estatísticas validadas. Resultados e discussão: No protocolo Cindy, no momento 60 min, a PAS reduziu significativamente em relação ao repouso (p = 0,003) a PAS reduziu significativamente no momento 60 min em relação ao momento pós (p = 0,031). O protocolo Diane, a PAS reduziu significativamente em relação ao momento pré nos momentos 30 min (p = 0,001) e 60 min (p < 0,001). Isso se deve ao efeito hipotensivo pós exercício (HPE), que está relacionado à vasodilatação e inibição do sistema nervoso simpático. Na análise da pressão arterial diastólica (PAD), não houve efeito significativo entre protocolos (p = 0,721), entre momentos (p = 0,711) e interação significativa protocolo vs. momento (p = 0,850), pois a pressão sistêmica durante a diástole tende a permanecer nos níveis de repouso, o que facilita a perfusão miocárdica diminuindo o risco de eventos isquêmicos . Conclusão: A realização de ambos protocolos promoveram a redução da PAS como efeito fisiológico agudo tardio e a não alteração da PAD em todos momentos, ou seja, alterações hemodinâmicas cardiovasculares benéficas.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Gisely Teixeira (gisely.teixeira@uniceub.br) on 2018-06-11T18:33:28Z No. of bitstreams: 1 51500561.pdf: 1443220 bytes, checksum: 9ea710c6c4391a0f50c1886dbaabc598 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-06-11T18:33:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 51500561.pdf: 1443220 bytes, checksum: 9ea710c6c4391a0f50c1886dbaabc598 (MD5) Previous issue date: 2018en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectCrossfitpt_BR
dc.subjectPressão arterialpt_BR
dc.subjectHipotensãopt_BR
dc.subjectForçapt_BR
dc.subjectResistênciapt_BR
dc.titleAnálise da pressão arterial como parâmetro de sobrecarga cardiovascular a dois diferentes protocolos de crossfit®pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.date.criacao2018-
Appears in Collections:EDF - Pós-graduação em Fisiologia do Exercício Aplicada ao Treinamento Esportivo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
51500561.pdf1,41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.