Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/8175
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSamarcos, Ana Luiza Henriques-
dc.date.accessioned2016-02-26T14:03:55Z-
dc.date.available2016-02-26T14:03:55Z-
dc.date.issued2016-02-26-
dc.identifier.urihttps://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/8175-
dc.description.abstractO objeto de estudo deste trabalho é o conceito da contratransferência e suas implicações teóricas e práticas dentro da psicanálise. O objetivo consiste em compreender como os sentimentos contratransferenciais podem ser utilizados como ferramenta de trabalho, conferindo ao analista autonomia dentro da sala de análise. Para tanto, o trabalho assume a discussão teórico conceitual do termo contratransferência dentro da psicanálise e coloca em perspectiva a evolução histórica deste conceito, bem como sua crescente utilização clínica. Partindo da definição do conceito de identificação projetiva de Melanie Klein, compreende-se o uso que pode ser feito da contratransferência no trabalho analítico. A identificação projetiva refere-se ao processo de cisão de ego primitivo, no qual as partes boas ou as partes más do self são expelidas do ego e posteriormente são projetadas para dentro de objetos externos. Os seguidores de Klein perceberam que este mecanismo estava na base da contratransferência. Paula Heimann, por sua vez, desenvolveu importante contribuição para o tema, caracterizando a contratransferência como todos os sentimentos que o analista sente em relação a seu paciente. A autora defende a capacidade do analista de suportar os sentimentos que são empurrados para dentro dele e de usar a resposta emocional evocada como ferramenta de trabalho capaz de abrir o inconsciente do paciente. Ao final, através de fragmentos clínicos apresentados, conclui-se que a adequada utilização da contratransferência pode conferir ao analista mais autonomia em suas interpretações analíticas.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Haia Cristina Rebouças de Almeida (haia.almeida@uniceub.br) on 2016-02-26T14:03:55Z No. of bitstreams: 1 51401867.pdf: 348890 bytes, checksum: 6fb50f2689e09e0eb50535649a641463 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2016-02-26T14:03:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 51401867.pdf: 348890 bytes, checksum: 6fb50f2689e09e0eb50535649a641463 (MD5)en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectContratransferênciapt_BR
dc.subjectTransferênciapt_BR
dc.subjectTransferência negativapt_BR
dc.subjectIdentificação projetivapt_BR
dc.subjectPsicanálisept_BR
dc.titleO uso da contratransferência como instrumento para a psicanálise: contribuições de Freud, Klein e Heimannpt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.date.criacao2015-12-15-
dc.identifier.orientadorIsa Paniagopt_BR
Appears in Collections:PSI - Pós-graduação em Teoria psicanalítica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
51401867.pdf340.71 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.