Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2473
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCosta, Elisabeth Maria M. dapt_BR
dc.contributor.advisorOliveira, Élia Batista de-
dc.contributor.authorSilva, Letícia do Nascimentopt_BR
dc.date.accessioned2012-10-23pt_BR
dc.date.accessioned2012-10-30T14:27:39Zen_US
dc.date.accessioned2013-05-09T20:41:26Z-
dc.date.available2012-10-23pt_BR
dc.date.available2012-10-30T14:27:39Zen_US
dc.date.available2013-05-09T20:41:26Z-
dc.date.issued2002pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2473-
dc.description.abstractA criação e a implantação dos parques urbanos tem sido uma das principais estratégias para a conservação de áreas verdes nativas ou restauradas, visto que os centros urbanos não propiciam a criação de outro tipo de unidade de conservação. A efetiva criação dos parques urbanos é autorizada pelo poder Executivo, sendo que este pode designar áreas municipais, estaduais e federais; e o gerenciamento dessas áreas é realizado com o auxílio de órgãos gestores. Este trabalho tem como objetivo mostrar a importância dos parques urbanos, especificamente à do Parque Olhos D’ Água, para a população de Brasília e para a preservação e/ou restauração dos ecossistemas naturais. O Parque Olhos D’ Água localiza-se na Região Administrativa de Brasília – Asa Norte, compreendendo a área das superquadras 413 e 414 e a área comercial da 414 e 415. Em relação à extensão territorial, o parque possui 21,24 hectares e engloba uma lagoa que é abastecida por um olho d’ água; essa se denomina de lagoa do SAPO. O parque encontra-se totalmente cercado e é gerenciado pela SEMARH (Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos). Também possui um centro de educação ambiental, que abriga o policiamento florestal e estruturas de lazer: “playground”, aparelhos para a prática de exercícios físicos, uma pista de Cooper iluminada, trilhas ecológicas, duchas frias e uma ponte de oitenta metros de extensão sobre a lagoa. O Parque Olhos D’ Água visa preservar os atributos naturais, proporcionando a comunidade um espaço de lazer e um contato direto com a natureza. Desse modo, os seus ideais são totalmente voltados para a população e para a conservação da diversidade biológica. Assim, a criação e a implantação dos parques em núcleos urbanos complementam a rede de unidades de conservação e possibilitam a preservação/conservação das espécies em âmbito local e com base nas leis ambientais.-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2013-05-09T20:41:26Z (GMT). No. of bitstreams: 2 9814045.pdf.txt: 43598 bytes, checksum: b94219d41a8347ddd3645d9cc574a394 (MD5) 9814045.pdf: 444356 bytes, checksum: 3bd975002eb2dd3bc38ac4bd056ac143 (MD5) Previous issue date: 2002-01en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectParque urbanopt_BR
dc.subjectParque Olhos D'Águapt_BR
dc.subjectParques do Distrito Federalpt_BR
dc.subjectDistrito Federal-
dc.subjectCerrado-
dc.titleValoração dos parques urbanos de Brasília: o caso do parque Olhos d’ Águapt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.date.criacao2002pt_BR
Appears in Collections:BIO - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
9814045.pdf433,94 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.