Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2570
metadata.dc.type: Monografia
Title: Reflexões sobre a música como estratégia auxiliar em psicologia do esporte aplicada
Authors: Duarte, Tiago Fernandes
Abstract: O propósito deste trabalho é trazer os últimos avanços publicados na área acadêmica relacionadas à utilização da música no contexto do esporte e atividade física. Para tanto, foi realizada uma revisão teórica em artigos nacionais e internacionais sobre música, desempenho esportivo e promoção de saúde. O esporte adquire mais espaço no cotidiano da população, seja por meio da participação em atividades físicas e esportivas, seja pelo impacto gerado pela profissionalização de equipes e atletas, tratados como celebridades, protagonistas de espetáculos que mobilizam entusiastas ao redor do globo. Com o aumento exponencial das cifras que envolvem o esporte contemporâneo, investimentos em áreas que maximizem o retorno de clubes e patrocinadores impulsionam as chamadas Ciências do Esporte. Neste cenário de busca pelo desempenho, a Psicologia do Esporte e do Exercício conquista espaços privilegiados para atuar em diversas frentes por meio da pesquisa, da educação e da aplicação de conhecimentos e teorias. A música possui a capacidade de capturar a atenção, elevar o “espírito”, gerar emoções, mudar ou regular o humor, evocar memórias, aumentar o resultado do trabalho, reduzir inibições e encorajar o movimento rítmico, todas essas características possuem aplicações potenciais no contexto do esporte e do exercício. São relatados os efeitos ergogênicos das características estimulantes e sedativas da música, e sua utilização como acompanhamento ou sincronizada. Pesquisadores postulam os efeitos psicofisiológicos da música baseados em quatro fatores: Ritmo, Musicalidade, Impacto Cultural e Associação. Onde os dois primeiros se referem a aspectos musicais enquanto os últimos a aspectos individuais. Dentro das aplicações da música no contexto de atividades físicas e promoção de saúde, estão a alteração e controle do humor, regulação e controle da ativação psicofisiológica, aumento do trabalho (distância/tempo/força), diminuição da percepção de esforço e dissociação de sensações desagradáveis, facilitação na aquisição de novas habilidades e aumento do alcance dos estados de fluência. Apesar da escassez de estudos sobre os aspectos fisiológicos da música no exercício, foi realizado um diálogo com a literatura médica onde foi sugerido que a influência do exercício e da música na estimulação do caminho acelera a síntese dopaminérgica dependente do cálcio, mecanismo pelo qual pode modificar certas funções cerebrais. O estudo busca provocar reflexões sobre como os achados recentes podem ser inter-relacionados e disseminados em populações que necessitam mudar de estilo de vida adquirindo hábitos mais saudáveis. Propondo que os efeitos psicofísicos da música poderiam influenciar no prazer e na retenção de praticantes, gerando, por extensão, uma contribuição significativa na saúde pública.
Keywords: Música
Psicofisiologia
Exercício
Citation: DUARTE, Tiago Fernandes. Reflexões sobre a música como estratégia auxiliar em psicologia do esporte aplicada. 2009. 61 f. Monografia (Graduação em Psicologia) – Faculdade de Ciências da Educação e Saúde, Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2009.
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2570
Issue Date: Dec-2009
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20560510.pdf288,63 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.