Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2797
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorRey, Fernando Gonzálezpt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Renata Carvalhopt_BR
dc.date.accessioned2012-10-23pt_BR
dc.date.accessioned2012-10-30T18:08:41Zen_US
dc.date.accessioned2013-05-09T20:57:25Z-
dc.date.available2012-10-23pt_BR
dc.date.available2012-10-30T18:08:41Zen_US
dc.date.available2013-05-09T20:57:25Z-
dc.date.issued2005-01pt_BR
dc.identifier.uri https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2797-
dc.description.abstractEste trabalho tem o objetivo de pesquisar como os fatores emocionais e as relações intrafamiliares podem influenciar no estado nutricional das pessoas. Inicialmente, fez-se uma revisão bibliográfica dos aspectos fisiológicos da obesidade tais como, o que é a obesidade, quais os tipos de obesidade, quais os parâmetros utilizados pela ciência de um modo geral para avaliar o estado nutricional das pessoas e classificá-las como normais ou obesas, etc. Depois, falou-se da ética ao abordar as questões da obesidade, uma vez que os cálculos estipulados pela ciência podem não ser compatíveis com as necessidades e aspirações do sujeito que está sendo avaliado, devendo-se desta forma, respeitar os limites individuais e dando ao paciente o poder de agir para uma mudança de estilo de vida e hábitos alimentares. Psicologicamente, entendemos que o sujeito é social e histórico, possuindo uma subjetividade social e a individual. Sendo assim, não se pode agir de forma determinista nos atendimentos de ajuda, uma vez que as significações da obesidade são específicas para cada um em particular. É neste ponto que entram as emoções, pois representam momento essencial na definição do sentido subjetivo dos processos e relações do sujeito. É também necessário, para a mudança de hábitos alimentares e estilo de vida, uma motivação que impulsione o sujeito a se mobilizar para um novo comportamento. No trabalho de campo, selecionou-se uma paciente que apresentava obesidade de grau III, e utilizou-se dos seguintes instrumentos para a construção de informação: análise de prontuário, entrevista semi-estruturada, complemento de frases e anteriormente a tudo isso, tivemos uma conversa informal da qual colhemos algumas informações importantes. A construção de informação é uma das principais características do nosso trabalho por ser caracterizado como uma pesquisa qualitativa.-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2013-05-09T20:57:25Z (GMT). No. of bitstreams: 2 9757127.pdf.txt: 189478 bytes, checksum: 9ffe1ecf94185e17963c74d483b88808 (MD5) 9757127.pdf: 785706 bytes, checksum: 7576d695b03d39f6d15026b8bd68605b (MD5) Previous issue date: 2005-01en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.titleA emoção como fator etiológico e conseqüência da obesidadept_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.date.criacao2005-01pt_BR
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
9757127.pdf767.29 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.