Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2890
metadata.dc.type: Monografia
Title: Regras e estabelecimento de regras no tratamento terapêutico
Authors: Cunha, Tatiane Pereira
Abstract: O objetivo deste trabalho é apresentar e analisar Regras e Estabelecimento de Regras no tratamento psicoterapêutico utilizando a abordagem comportamental. Para isso, verificou-se que é necessário fazer distinção entre comportamento modelado por contingências e comportamento governado por regras. No comportamento modelado por contingências não há instrução, ou seja, o indivíduo aprende por meio da experiência direta com o ambiente. No comportamento governado por regras o indivíduo depende do comportamento verbal emitido por outra pessoa na qual é orientado ou instruído a executar determinado comportamento, onde a aprendizagem não ocorre por meio da experiência direta do indivíduo com o ambiente. Os seres humanos seguem não apenas as regras apresentadas por outros, como também formulam e seguem suas próprias regras, isto é, produzem auto-regras. No contexto psicoterapêutico, o foco está relacionado ao comportamento verbal e não verbal do indivíduo, visto que nesse contexto é o cliente que expõe a sua queixa. Para entender as demandas do cliente é importante que o psicólogo realize uma pesquisa detalhada a respeito da história do indivíduo e das demandas do meio em que o mesmo está exposto. A partir disso, o psicoterapeuta verifica quais são os comportamentos que devem ser modificados. Quando o cliente tem uma regra estabelecida, modificá-la requer compreensão por parte do psicólogo, pois o comportamento já está enraizado, portanto, o tempo para tratamento será maior que o utilizado tradicionalmente. Nesse caso, é fundamental uma boa relação entre o psicoterapeuta e o cliente, pois isso permitirá e influenciará as mudanças do comportamento do indivíduo, visto que é por meio de conversas com o cliente que o psicoterapeuta identifica e analisa funcionalmente as variáveis externas que estão controlando o comportamento do mesmo, e a partir disso, apresenta ao cliente uma proposta de intervenção. Com base nisso, pode-se aplicar a técnica de formulação e reformulação de regras no tratamento psicoterapêutico, a fim de se instalar e aumentar a freqüência de comportamentos adequados e que produzam conseqüências agradáveis, como também promover a extinção de comportamentos distorcidos. Assim, por meio de argumentação, o psicoterapeuta poderá modificar as regras que controlam o comportamento do cliente, substituindo- as por regras mais adaptativas. Portanto, a partir do tema analisado, pode-se ratificar a importância do estabelecimento de regras no tratamento psicoterapêutico para a mudança do comportamento do cliente, e também a importância do psicólogo como agente de transformação de comportamento a partir do conhecimento cientifico comportamental.
Keywords: Comportamento governado por regras
Comportamento modelado por contingências
Autorregra
Relação terapêutica
Tratamento
Mudança comportamental
Citation: CUNHA, Tatiane Pereira. Regras e estabelecimento de regras no tratamento terapêutico. 2006. 58 f. Monografia (Graduação em Psicologia) – Faculdade de Ciências da Educação e Saúde, Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2006.
URI: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2890
Issue Date: Jun-2006
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20162175.pdf216 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.