Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2941
metadata.dc.type: Monografia
Title: Novas configurações e conflitos conjugais na pós-modernidade
Authors: Araújo, Giselle Magalhães
Abstract: Por meio de uma revisão histórica e sociológica e de reflexão teórica acerca da família e do casamento, observou-se que essas configurações sofreram transformações influenciadas por aspectos econômicos, sociais e culturais. Para ampliar a percepção destas questões fez-se necessário recorrer a estudos desenvolvidos por autores clássicos. Assim, este trabalho tem por objetivo discutir quais são os possíveis aspectos influenciadores e contribuintes para a produção de conflitos nos casais contemporâneos. Para tanto, foram analisados estudos desenvolvidos sobre as relações de gênero e o impacto do capitalismo sobre o movimento feminista, a produção de discursos sobre a família e o casamento permeados por aspectos sócio-histórico-culturais, bem como a emergência do individualismo inerente da pósmodernidade. Discorre ainda, acerca das perspectivas de práticas psicoterápicas diante do número crescente de divórcios e dos conflitos oriundos das novas configurações familiares. Outro aspecto importante refere-se à emergência de haver uma revisão metodológica e uma flexibilização das práticas clínicas junto a casais. Além disto, faz-se necessário também, haver uma análise minuciosa acerca das práticas discursivas produzidas nas famílias de origem destes casais que, na medida em que, a maioria deles possui um baixo nível de diferenciação. A partir desta análise, pôde-se perceber que a família, o casamento, homens e mulheres em suas relações afetivas e conjugais foram diretamente afetados por transformações sociais estabelecendo-se novas e conflituosas configurações. Diante de uma realidade cultural considerada pós-moderna pautada na fragmentação, na descontinuidade, na efemeridade, na competitividade, na individualidade e na ausência de parâmetros homogêneos, coerentes e estáveis, estas circunstâncias repercutem diretamente na legitimação de um sujeito plural e mutável. É justamente esta dificuldade do sujeito adaptar-se como mutante e vulnerável, um aspecto primordialmente considerado como causador de inconstância e sofrimento. Aspectos estes, responsáveis pelas “crises” enfrentadas pelas relações conjugais e familiares o que justifica um número elevado de casais ou de descasados quem têm buscado auxílio psicoterápico. Estas reflexões permitiram uma percepção mais flexível quanto aos vários modelos de família e de relações conjugais não mais exclusivamente ancorados num modelo patriarcal. Apesar de ainda haver discursos pautados na modernidade, têm-se na contemporaneidade práticas discursivas coerentes com as novas formas de relação, do novo sujeito e da própria visão de mundo.
Keywords: Configuração familiar
Conflito conjugal
Relação de gênero
Pós-modernidade
URI: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2941
Issue Date: Jul-2008
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20212565.pdf399.07 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.