Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2957
metadata.dc.type: Monografia
Title: Estudo da organização da configuração subjetiva do sofrimento em um caso clínico
Authors: Freitas, Luísa Carneiro
Abstract: Este trabalho de pesquisa em psicoterapia tem por objetivo principal estudar a organização da configuração subjetiva do sofrimento em um caso clínico, ressaltando como das ações terapêuticas surgem novos momentos de produção subjetiva, associados à mudança terapêutica, tendo como alicerce a Teoria da Subjetividade de Gonzalez Rey. A subjetividade é um sistema em constante desenvolvimento, por meio da produção de sentidos subjetivos e significações. Tal produção articuladamente irá sendo organizada, tanto nas expressões do sujeito como nas várias formas de organização social, em diferentes contextos culturais, nas quais este sujeito atua. Inicialmente, apresentam-se os conceitos principais dessa teoria, seguidos de um breve histórico acerca da psicologia clínica e da psicoterapia. Nessa exposição das teorias psicológicas, levantam-se alguns contrapontos, assim como algumas convergências entre essas teorias e a subjetividade. Apresenta-se, então, a psicoterapia na perspectiva da teoria da subjetividade num marco histórico-cultural. Após essa primeira parte, que compreende o alicerce teórico para o trabalho, passa-se a explicar a pesquisa qualitativa, pela qual se orienta esta pesquisa, ressaltando seus principais fundamentos e métodos. Para tanto, faz-se a descrição do cenário da pesquisa no contexto clínico, afora a descrição dos instrumentos que foram utilizados: a conversação e o completamento de frases. Apresenta-se, portanto, o sujeito de pesquisa, descrevendo-se sucintamente suas principais características. A descrição do caso clínico vem acompanhada das observações da autora deste trabalho com base nas hipóteses levantadas a respeito dos indicadores de sentido subjetivo, que se foram evidenciando no relato da paciente. Na análise das informações, apresentam-se as soluções criativas da paciente, também evidenciadas nesse processo de psicoterapia. Os recursos subjetivos que se constituíram ao longo desse processo de psicoterapia promoveram algumas mudanças na sua forma de agir, de pensar e na postura da paciente diante dos aspectos de sua vida em que não se via inicialmente perspectiva alguma. É importante ressaltar que não há conclusões fechadas, pois defende-se, neste trabalho, através da pesquisa qualitativa, o comprometimento do pesquisador em associar constantemente suas hipóteses ao modelo teórico em que se sustenta a pesquisa, não como uma simples verificação do teórico no empírico, mas sim como um momento de tensão permanente entre tais modelos, aprofundando a compreensão da realidade estudada como sistema.
Keywords: Subjetividade
Psicoterapia
Configuração subjetiva
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2957
Issue Date: Jun-2007
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20260566.pdf313.2 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.