Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2965
metadata.dc.type: Monografia
Title: A subjetividade do trabalhador: um olhar sobre o sujeito e seu trabalho
Authors: Ribeiro, Juliana Alcântara Mendes
Abstract: O presente estudo propõe-se a abordar as implicações da subjetividade na relação do sujeito e seu trabalho, analisando os diferentes sentidos subjetivos associados à experiência individual de cada indivíduo. Assim, buscou-se apresentar e analisar os caminhos percorridos pelos estudos sobre saúde mental e trabalho, que buscam as características do contexto de trabalho que implicam sofrimento. Em seguida, visou-se verificar que os diversos contextos da vida do sujeito formam um complexo processo de subjetivação que implicam no posicionamento diferenciado de cada indivíduo diante da sua realidade, a partir da perspectiva da Teoria da Subjetividade de González Rey (2002). Sobre os olhos dessa perspectiva, o estudo não fica apenas na natureza das coisas, mas sim, nos contextos de interação entre o pesquisador, o sujeito e o ambiente. A singularidade também é valorizada como forma geradora de inteligibilidade sobre o tema proposto. Para tanto, utilizou-se de um estudo de caso, baseado na Epistemologia Qualitativa (González Rey, 2005), onde se visou conhecer percepções, idéias, bem como, buscar a apreensão dos significados das experiências vividas durante o exercício de suas funções e nas dimensões do trabalho que se apresentam como fatores de sofrimento para o trabalhador. A análise do relato das entrevistas realizadas juntamente com as respostas dadas pelo sujeito pesquisado no instrumento aplicado, indicaram o confronto entre os diversos contextos sociais do sujeito estudado, revelando a existências de três configurações subjetivas que implicaram em sofrimento: uma ligada as relações sociais no trabalho, outra constituída pelas expectativas pessoais muito influenciada pelo passado e uma última ligada aos conflitos entre as demandas familiares e profissionais. Os contextos constituintes das zonas de sentidos implicados no sofrimento foram a conjugalidade, a maternidade, as diferenças entre os gêneros e os domínios público e privado, além do próprio ambiente de trabalho. As experiências do passado e as expectativas que os indivíduos criam ao longo da vida também se destacaram como núcleos de configurações geradores de conflito na relação homem-trabalho.
Keywords: Trabalho
Sofrimento
Gênero e subjetividade
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2965
Issue Date: Jun-2007
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20260475.pdf206 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.