Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2972
metadata.dc.type: Monografia
Title: Autoconhecimento como técnica psicoterapêutica para a mudança comportamental
Authors: Silva, Jacqueline Santos da
Abstract: O tema autoconhecimento está ligado historicamente a introspecção, ou seja, ao isolamento para que se possa realizar uma análise interna do que acontece consigo mesmo. Isto ocorre devido a tradição mentalista na explicação do comportamento humano e conseqüentemente no autoconhecimento. Contudo, é de grande importância se desvincular desta forma de explicação que negligência as verdadeiras causas do comportamento e propor uma vertente empírica para abordar o assunto. Então, para isso, tendo como base teórica a análise do comportamento humano, levando em consideração a sua história, proposta e métodos, o intuito deste estudo foi de por meio de uma pesquisa bibliográfica sobre o tema, explicar como se dá o processo de conhecimento e mais especificamente o de autoconhecimento, e demonstrar a relevância de sua utilização como técnica terapêutica para a mudança comportamental dentro do âmbito psicoterapeutico. Assim sendo, pôde ser notado que o autoconhecimento ocorre sob intervenção da comunidade na qual o indivíduo pertence, pois é ela que fornece as contingências e emite perguntas sobre aquilo e porque se está fazendo, isso possibilita que o sujeito descreva o seu comportamento, se tornando consciente do que faz, sendo mais sensível ao controle ambiental, pois passa a discriminar as variáveis das quais as suas próprias ações são função. Há problema quando o autoconhecimento envolve eventos privados, em oposição aos públicos, pois a comunidade que treina as discriminações não tem acesso a eles. Outro problema são condutas distraídas, maneirismos e comportamentos mecânicos que dificultam a discriminação do sujeito de seus atos, com isso, o sujeito acaba muitas vezes inventando causas fictícias para o seu comportamento, ocasionando um autoconhecimento deficiente. Isso traz grande angústia ao sujeito que passa a não saber lidar com certas situações. O terapeuta é a pessoa mais adequada para aliviar e solucionar estas dificuldades, pois se trata de um profissional que proporciona informação controlada, fornecendo de forma segura a direção para os novos repertórios comportamentais a serem desenvolvidos pelo cliente por meio de técnicas de autocontrole, o capacitando para uma auto-observação mais eficaz, construindo um sujeito mais autônomo. É de grande relevância o desenvolvimento do autoconhecimento de forma correta, este estando vinculado principalmente à psicoterapia, pois quem tem autoconhecimento tem grande vantagem, afinal a pessoa pode controlar e prever o seu próprio comportamento aumentando a sua capacidade de planejamento e execução de comportamentos com maior eficiência, possibilitando ao indivíduo uma perspectiva de futuro mais bem sucedido.
Keywords: Análise do comportamento
Autoconhecimento
Psicoterapia
Citation: SILVA, Jacqueline Santos da. Autoconhecimento como técnica psicoterapêutica para a mudança comportamental. 2007. 52 f. Monografia (Graduação em Psicologia) – Faculdade de Ciências da Educação e Saúde, Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2007.
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2972
Issue Date: Jun-2007
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20261271.pdf155.32 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.