Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2985
metadata.dc.type: Monografia
Title: Abuso sexual infantil intrafamiliar: do surgimento da infância à atualidade
Authors: Salerno, Vanessa Ferraz
Abstract: A presente monografia propõe-se a abordar a dinâmica da família que inclui violência, com ênfase no abuso sexual infantil intrafamiliar. Para isso foi feita uma análise da história da infância, constatando que a mesma é um fenômeno da modernidade. Na Idade Média não havia uma diferenciação entre crianças e adultos; a criança participava de tudo, inclusive das orgias sexuais. A partir do surgimento de um sentimento pela criança, as famílias começaram a organizar-se em torno delas. A família tornou-se responsável pela formação e bem estar da criança, passando a desempenhar um papel de cuidadora e protetora da criança e demais membros. A infância passou a ser vista como uma fase de desenvolvimento de fundamental importância para a formação do ser humano. Atualmente, é possível identificar uma banalização da infância. As crianças passaram a usar modelo de roupas de adultos, a dançar músicas impróprias e a serem expostas, por meio da mídia e demais meios de comunicação, a informações inadequadas, tais como, cenas de sexo explícito na televisão e letras de músicas com viés pornográfico. Contudo, a criança não perdeu seu valor e importância. Mas muitas sofrem maus-tratos, abusos (moral e sexual), exploração, abandono e são negligenciadas pelos seus pais e familiares. Crianças que desde a mais tenra idade são abusadas sexualmente, principalmente, pela figura paterna. Dados referentes aos casos de abuso sexual infantil, apesar de serem alarmantes, significam somente a ponta de um iceberg. È possível identificar uma disfunção nas famílias em que ocorre abuso sexual de crianças e adolescentes. Sendo perceptível na dinâmica de famílias abusivas uma hierarquia evidente e também uma intensa desigualdade de gênero (homem é superior à mulher) e de geração (o adulto é superior à criança). Fato que leva à manutenção do ciclo da violência, pois os demais membros se submetem ao agressor por se sentirem inferiores e impotentes. O principal responsável pela manutenção do ciclo da violência intrafamiliar é o segredo que permeia os membros da família. Por não terem coragem de revelar o segredo da violência, devido ao medo das conseqüências que isso trará para a família, a violência torna-se recorrente. O segredo reforça as ações do agressor, revelando uma cumplicidade e coesão doentia de todos os membros da família. Esse contexto de violência pode ser passado de geração em geração, se o segredo não for revelado. Sempre haverá um membro da família que assumirá o papel de agressor ou abusador e outros no papel de vítimas enquanto essa dinâmica de violência perdurar.
Keywords: Abuso sexual infantil
Violência
Família
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2985
Issue Date: Dec-2007
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20261730.pdf269,57 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.