Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2999
metadata.dc.type: Monografia
Title: Psicoterapia como um processo: imagem de si na abordagem centrada na pessoa
Authors: Castanho, Elisabeth Rodrigues
Abstract: Esse estudo aborda a mudança da imagem de si, por meio da psicoterapia como um processo, na Abordagem Centrada na Pessoa, a partir das contribuições conceituais de Carl R. Rogers e seus seguidores. Explora-se a dinâmica da apropriação da imagem de si pela apreensão da experiência vivida. Pretende-se, com esse trabalho, intensificar nos leitores o desejo de refletir sobre a capacidade do indivíduo de otimizar seus próprios recursos e potencialidades para alinhar-se ao seu próprio eu, a imagem de si. O objetivo geral é investigar o processo da mudança da imagem de si mobilizada pela recomposição do sistema genuíno de funcionamento do organismo (indivíduo como um todo), conforme sua evolução terapêutica apresentada na sucessão das sete fases do contínuo da Psicoterapia Centrada na Pessoa. Propõe-se, como objetivos específicos, examinar três formulações: i) o nível diferencial entre a imagem de si (do cliente) no início e depois da psicoterapia como um processo; ii) o modo pelo qual a mudança na imagem de si influencia nas experiências do indivíduo; iii) os efeitos resultantes do processo terapêutico sobre o contato que o cliente faz consigo mesmo. A metodologia utilizada compreendeu a revisão da literatura, com ênfase nas proposições de Rogers e outros autores da mesma tradição teórica sobre a Abordagem Centrada na Pessoa, além do exame de um caso clínico avaliado na prática da Psicoterapia Centrada na Pessoa, com intuito de ilustrar os aspectos discutidos na teoria. O caso clínico explorado foi constituído por um único participante, cliente em psicoterapia individual, conduzida por uma aluna/estagiária do último ano do curso de formação de psicologia sob orientação de um professor qualificado e inscrito no CRP – Conselho Regional de Psicologia, constando os procedimentos da escola-clínica do Centro de Formação de Psicólogos – CENFOR. No que se refere ao nível diferencial entre a imagem de si (do cliente) no início e depois da psicoterapia como um processo, o caso clínico permitiu constatar que houve efetiva mudança da imagem de si, levando o cliente a um melhor reconhecimento das suas capacidades reais e potenciais. No que diz respeito ao modo pelo qual a mudança na imagem de si influencia nas experiências do indivíduo, observou-se uma tendência do cliente a transferir o seu foco de atenção para o momento presente e a assumir a responsabilidade pela suas decisões e pelo curso da sua vida. Quanto aos efeitos resultantes do processo terapêutico sobre o contato que o cliente faz consigo mesmo, este passou a recorrer aos seus próprios critérios – em lugar de terceiros – para sua auto-avaliação e aceitando mais a si mesmo, necessita menos da aceitação dos outros. Em termos das sete fases da psicoterapia como processo, o estágio de evolução do cliente corresponde aproximadamente à quarta fase. O exame do caso clínico, portanto, permitiu ilustrar as quatro primeiras fases da psicoterapia como um processo.
Keywords: Psicoterapia
Imagem de si
Abordagem centrada na pessoa
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2999
Issue Date: Nov-2007
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20292583.pdf233,23 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.