Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/3018
metadata.dc.type: Monografia
Title: Subjetividade e doenças crônicas: os desafios da emergência do sujeito
Authors: Pozzer, Camila Pinheiro
Abstract: Esta monografia apresenta como tema o processo saúde-doença na organização da configuração subjetiva e da representação social das doenças crônicas. E tem como problema de pesquisa os sentidos subjetivos e as representações sociais configurados no câncer e na hipertensão. Mas, para compreendê-los, expõe-se o objetivo geral de analisar os processos subjetivos de indivíduos portadores de doenças crônicas. O presente trabalho fundamenta-se na Teoria da Subjetividade desenvolvida por González Rey e suas principais categorias: subjetividade, subjetividade social, subjetividade individual, sujeito, sentido subjetivo e configuração subjetiva. Assim como na Teoria das Representações Sociais articulada com a Teoria da Subjetividade. Em seguida, discursa-se a respeito da saúde, através de uma reflexão crítica sobre o positivismo e o modelo biomédico reducionista da doença, que enxerga uma relação linear de causa direta e efeito sintomático. Ao contrário dessa perspectiva, neste trabalho defende-se a noção de doença como um processo complexo que se organiza subjetivamente e propõe-se um olhar mais amplo sobre a saúde como um sistema de configuração multidimensional articulada com a subjetividade. A metodologia empregada nesta pesquisa baseia-se na Epistemologia Qualitativa desenvolvida por González Rey, em que se sustenta o conhecimento como uma produção construtiva-interpretativa, de caráter interativo e legitimado pela qualidade da expressão única do indivíduo. Essa proposta epistemológica permite novas zonas de sentido, possibilitando a construção de informações ao longo do processo de comunicação nesta pesquisa. Na construção de informação pretende-se dar visibilidade à maneira como se constituem as configurações subjetivas das doenças, por meio de três estudos de casos: um sujeito com câncer e dois sujeitos com hipertensão. Nela, enfatiza-se a emergência do sujeito ativo na ressignificação do adoecimento, identificam-se alguns indicadores dos sentidos subjetivos organizados nas diferentes configurações subjetivas das doenças crônicas nos participantes desta pesquisa, os quais tiveram posicionamentos diferentes frente à doença, e vê-se a forma como esta é associada nas representações sociais. Por fim, realizam-se algumas considerações sobre os casos interpretados, em que se pode observar a singularidade do processo saúde-doença na história de vida de cada sujeito. Portanto, não se pretende chegar a resultados universalizantes, mas, sim, quer-se abrir novas zonas de inteligibilidade acerca da saúde, campo este que engloba a subjetividade e as representações sociais nela permeada.
Keywords: Subjetividade
Representação social
URI: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/3018
Issue Date: Jun-2008
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20310817.pdf749.14 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.