Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/3028
metadata.dc.type: Monografia
Title: Ciúme na psicanálise e na literatura
Authors: Soares, Thiago Damacena de Oliveira Pereira
Abstract: O presente trabalho tem como objetivo compreender o fenômeno psíquico do ciúme através da psicanálise, e em extensão, entrelaçando psicanálise e literatura. Este estudo é dividido em duas seções e começa com uma revisão teórica abordando o complexo de Édipo no menino e na menina e sua importância para a organização e desenvolvimento psíquico de qualquer pessoa, além de sua contribuição para a formação do sujeito ciumento. Em seguida a teoria psicanalítica passa a ser explorada, especialmente segundo as postulações freudianas em seu único texto especifico sobre ciúme. Em 1920 Freud classifica o ciúme de acordo com três tipos: Competitivo ou normal, projetado e delirante. São apresentados aqui, cada um dos três tipos de ciúme com seus respectivos exemplos e as contribuições de outros autores, como Quinet, Klein, Santos e Delpierre. A segunda seção demonstra a relação entre o pai da psicanálise e a literatura, que é constatada desde suas primeiras teorias. A seção, em seguida apresenta a obra de Machado de Assis, Dom Casmurro, em especial, o personagem que dá nome ao livro, analisando-o e interpretando-o sob a luz da psicanálise. O clássico da literatura brasileira revela-se um documento clínico literário pela consistência psicológica de seus personagens e que proporciona a aplicabilidade da teoria psicanalítica. Bento é uma criança que cresce sem pai, com uma mãe superprotetora e que se apaixona pela vizinha, mas que estava prometido ao celibato. Com uma mente imaginativa, após a primeira mordida de ciúme, Bentinho começa a traçar uma teia de ruminações que chegam a levá-lo ao delírio. Uma vez casado, o ciúme de Bento aumenta significativamente, chegando ao auge no episódio da morte de seu melhor amigo, um colega do tempo de seminário ao projetar na esposa, uma possível traição, que na verdade escondia seus próprios desejos inconscientes para com o amigo. Através do mecanismo de ciúme delirante, Bento passa a acreditar veemente na suposta traição de sua mulher, e faz isso para conseguir manter-se fiel a ela e não concretizar a sua própria infidelidade. Seu ciúme consome-lhe a sanidade, levando-o a construção de um processo delirante que o acompanha até o solitário final de sua vida. Como Freud afirmou e essa história mostra, podem ser encontrados os três tipos de ciúme em uma mesma pessoa.
Keywords: Ciúme
Édipo
Dom Casmurro
Citation: SOARES, Thiago Damacena de Oliveira Pereira. Ciúme na psicanálise e na literatura. 2007. 48 f. Monografia (Graduação em Psicologia) – Faculdade de Ciências da Saúde, Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2007.
URI: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/3028
Issue Date: Dec-2007
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20311598.pdf183.46 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.