Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/4713
metadata.dc.type: Artigo
Title: AS POLÍTICAS DO PERDÃO E A RECONCILIAÇÃO NA AUSTRÁLIA E NO CANADÁ
Authors: Resende, Ana Catarina Zema de
Abstract: As sociedades que questionam hoje as relações de dominação oriundas do colonialismo, começando por identificar e reconhecer os impactos causados pelos erros do passado e suas sequelas na atualidade, são interpeladas por um desejo de justiça que se volta para o passado. O reconhecimento das discriminações e traumatismos históricos surge como uma necessidade de se ter em conta duas dimensões temporais: de um lado os traços do passado traumático e de outro, o peso presente deste passado não assumido, não reconhecido e não rememorado. Aqui se encontram as temáticas do perdão e da memória. As políticas do perdão remetem a um conjunto de discursos e dispositivos políticos que visam não apenas o reconhecimento dos atores políticos que sofreram direta ou indiretamente a violência do Estado, mas que apontam também para um dever de justiça, uma reparação, uma restituição material e uma reconciliação. Canadá e Austrália decidiram se retratar com os povos indígenas pelas políticas agressivas e após pedidos de desculpas, deram Inácio a um processo de reconciliação. Depois da análise dos processos que levaram à  reconciliação, mostraremos como as políticas do perdão tomaram rumos diferentes nos dois países.
Keywords: Política de perdão
Memória
Povo indígena
URI: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle//123456789/4713
http://www.repositorio.uniceub.br/handle/123456789/4713
Issue Date: 17-May-2013
Appears in Collections:v. 1, n. 2, 2º sem. 2012

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
p3.pdf35,56 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.