Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/12247
metadata.dc.type: Monografia
Title: Sobrecarga cardiovascular em mulheres praticantes de ciclismo Indoor
Authors: Saint-Martin, Daniel Rodriues
Abstract: A prática do ciclismo indoor em academias é habitualmente comercializada com foco no condicionamento cardiorrespiratório e na perda de peso. As sessões costumam simular percursos com trechos de subidas, o que muitas vezes se associa com elevada demanda cardiovascular. Foram avaliadas 23 voluntárias (36.9±11.3 anos; IMC 24.0±4.1 kg/m2). Calculou-se a frequência cardíaca (FC) média de 3 aulas, com frequencímetro Polar RS800 no início da aula (FC_INÍCIO), pico do esforço (FC_PICO), final da aula (FC_FIM) e após alongamento (FC_PÓS). Calcularam-se os tempos de permanência nas intensidades muito vigorosa (MV, ≥94%FCmax), vigorosa (VG, 77-93%FCmax), moderada (MD; 64-76%FCmax) e leve (LV; ˃64%FCmax). Dada distribuição não normal (Shapiro-Wilk˂0.05) foi utilizado o teste de Friedman para comparação da FC (início, pico, fim e pós), com teste post-hoc de Dunn, sempre ao nível de 5% de significância. Observaram-se a FC_PICO 167bpm (127-186) maior (p<0,05) que: FC_INÍCIO 90bpm (60-122), FC_FIM 135bpm (111-150) e FC_PÓS 113bpm (89-137). A FC_FIM foi maior que FC_INÍCIO, similar a FC_PÓS, que foi similar a FC_INÍCIO (p<0,05). A FC_INÍCIO teve aumento médio para FC_PICO de 74bpm (34-111) ou 80.9% (36,6-185). A FC_FIM reduziu 26 bpm (13-57), equivalente a 19% (11.4-44.2), comparada a FC_PICO. Observou-se elevada sobrecarga cardiovascular. A maior parte da aula (57,4%) os indivíduos permaneceram nas intensidades vigorosa e muito vigorosa.
Keywords: Ciclismo indoor
Frequência cardíaca
Cardiovascular
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/12247
Issue Date: 2018
Appears in Collections:EDF - Pós-graduação em Fisiologia do Exercício Aplicada ao Treinamento Esportivo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
51400288.pdf351,86 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.