Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/5673
metadata.dc.type: Monografia
Title: Dor oncológica e suas implicações na práxis do enfermeiro
Authors: Amorim, Dillyane Marques de
Abstract: Introdução: A dor é um sintoma de muitas doenças. Existem várias maneiras para definir a dor. Muitas vezes descrita como se segue, sendo que a dor é uma experiência sensorial e emocional desagradável, que é geralmente associada a uma lesão atual ou potencial expressa como se existisse. Objetivo: O presente artigo tem como objetivo apresentar uma revisão bibliográfica de literatura relacionada à questão da dor oncológica e o papel do enfermeiro na assistência ao paciente oncológico. Métodologia: Revisão bibliográfica narrativa. Desenvolvimento: A presença de dor em um processo oncologico é variável e depende do tipo e da extensão da doença. A dor é um sintoma de alta prevalência em pacientes com câncer e prejudica significativamente a qualidade de vida. A dor não tratada é um fator determinante da qualidade de vida, comprometendo-a e diminuindo a atividade do paciente, interferindo no apetite, sono, humor e levando à perda de autocontrole. Conclusão: Em pacientes oncológicos, a dor é um problema que envolve muitas pessoas: o paciente e a família, médicos, enfermeiros, autoridades de saúde e autoridades de educação médica, uma vez que, até certo ponto, todos sofrem, se não tratada adequadamente.
Keywords: Dor oncológica
Câncer
Paciente
Qualidade de vida
Enfermeiro
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/5673
Issue Date: 30-Sep-2014
Appears in Collections:ENF - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC DILLYANE AMORIM.pdf360,93 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.