Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/6369
metadata.dc.type: Monografia
Title: Avaliação in loco da aderência do revestimento cerâmico sobre impermeabilização cimentícia
Authors: Pereira, Matheus Barros
Abstract: Manifestações patológicas em revestimentos cerâmicos associadas à falha de aderência a substratos de concreto chamam a atenção cada vez mais no meio técnico, e ao mesmo tempo, causam danos às construções. Em se tratando de revestimento cerâmico aplicado em piso e paredes internas a camada intermediária entre o substrato de concreto e a argamassa colante é a impermeabilização cimentícia, mais utilizada no mercado devido seu custo/beneficio e por sua indicação para áreas frias. Devido a estas manifestações patológicas que o presente trabalho tem como tema avaliação in loco da aderência do revestimento cerâmico sobre impermeabilização cimentícia. Foram realizadas duas formas de limpeza do substrato, cada uma em dois banheiros superiores do empreendimento imobiliário Jardins Mangueiral, localizado em São Sebastião-DF, para, posteriormente, aplicar a impermeabilização cimentícia. A primeira limpeza foi mecanizada com esmerilhadeira dotada com disco diamantado e a segunda com jato d’água de alta pressão. Na sequência foi realizado o ensaio de resistência de aderência em três situações, uma no piso, a segunda no rodapé (piso), e a terceira no rodapé (parede), onde as duas últimas a impermeabilização é estruturada com véu de poliéster, seguindo as orientações da NBR 13.754 (ABNT, 1996). Os resultados obtidos em relação ao substrato com limpeza mecanizada não apresentou resistência à aderência dentro dos padrões estabelecidos pela norma, todavia, analisando suas formas de ruptura é possível constatar que, a maioria, foi do tipo adesivo, apresentando vestígios de sujeira entre as camadas, ou seja, se houvesse um melhor tratamento entre as camadas, possivelmente, a aderência apresentaria valores melhores. Por outro lado, os resultados obtidos em relação ao substrato lavado com jato d’água de alta pressão apresentaram valores acima dos estabelecidos por norma, apesar de que, suas rupturas foram ocasionadas na interface cola epóxi com a placa cerâmica, entretanto, resguardado pela NBR 13.754 (ABNT, 1996) que valida o resultado se o valor for superior a 0,30 Mpa quando a ruptura for na interface cola epóxi com a placa cerâmica.
Keywords: Revestimento cerâmico
Impermeabilização cimentícia
Resistência à aderência
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/6369
Issue Date: 30-Apr-2015
Appears in Collections:ECI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20978050.pdf1.7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.