Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/6733
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCezar, Antônio-
dc.contributor.authorOliveira, Arlene Barbosa de-
dc.date.accessioned2015-06-17T14:06:10Z-
dc.date.available2015-06-17T14:06:10Z-
dc.date.issued2006-
dc.identifier.urihttps://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/6733-
dc.description.abstractEste trabalho é a síntese de uma pesquisa realizada com estudantes de uma 4ª série do Ensino Fundamental, que tem por objetivo despertar nesses estudantes o prazer pelo texto infanto-juvenil, por meio da audição e do contato com vários gêneros textuais, favorecendo o senso criativo, a ampliação do conhecimento lingüístico e a elaboração de uma escrita cada vez mais ortográfica. Para tanto realizou-se um questionário com questões abertas e subjetivas, onde os alunos puderam expor suas opiniões em relação às leituras que apreciam sobre o que acham do ato de ler, onde são guardados os livros em sua casa, os livros que leram e os autores estudados até o momento, o que fariam se não soubessem ler. As respostas foram estimuladoras, pois foi possível perceber que, apesar de se afastarem do texto na escola, os estudantes mantêm o contato com o texto em casa, nas suas mais diversas formas. Isso fez o estudo tomar outro rumo, mudando o tipo de leitura apresentada em sala e a abordagem do trabalho com ele. Foram levados à sala de aula histórias, partindo dos seus gostos expressos no questionário e outros que retratavam temas trabalhados, mas lidos sem o intuito de serem estudados ou aprofundados com atividades de gramática, sequer com fichas literárias ou outras atividades pedagógicas. Essa estratégia rendeu uma aproximação dos textos por parte dos alunos com menos receio ou repulsa, mas com mais prazer e alegria. À medida que as atividades foram desenvolvidas eles ficavam mais contentes com o momento da história e com a aula de produção de textos. Dessa forma foi possível passear pelo mundo da “Bisa Bia, Bisa Bel”, pelo delírio da “Droga da Obediência”, pelos mistérios de “O Gênio do Crime”, pelos medos da “Chapeuzinho Amarelo”, pela beleza da “Menina Bonita do Laço de Fita”, pelo mundo encantado da “Fada que tinha Idéias”, entre outras. As histórias foram narradas, encenadas, contadas, vividas pelos alunos, para que registrassem na memória (e no coração) suas impressões, desejos, anseios e necessidades que foram minimizados ou motivados a partir delas. Houve mais interesse pelo livro e por seu conteúdo e os alunos fizeram mais empréstimos na Biblioteca ou traziam o que gostavam de casa para ler no tempo livre. As atividades foram proveitosas, pois todos saíram dessas experiências mais motivados para irem mais e além.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Haia Cristina Rebouças de Almeida (haia.almeida@uniceub.br) on 2015-06-17T14:06:10Z No. of bitstreams: 1 40350579.pdf: 154410 bytes, checksum: d7e250b638ccfe0a6a484ead724bdcfa (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2015-06-17T14:06:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 40350579.pdf: 154410 bytes, checksum: d7e250b638ccfe0a6a484ead724bdcfa (MD5)en
dc.language.isoporpt_BR
dc.subjectLeiturapt_BR
dc.subjectPrazerpt_BR
dc.subjectLeitorpt_BR
dc.titleO resgate do prazer da leiturapt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.date.criacao2006-
Appears in Collections:PED - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
40350579.pdf150,79 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.