Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/7292
metadata.dc.type: Monografia
Title: Evolução da animação: um ensaio sobre a Disney
Authors: Setti, Bruno Augusto Ferreira
Abstract: O seguinte Trabalho de Conclusão de Curso trata a animação como sendo o resultado do aumento da complexidade do pensamento humano. A comunicação acompanha esse desenvolvimento por se tratar de um mecanismo utilizado pelo homem, onde as relações interpessoais foram desenvolvidas. O jeito como o homem compreende o mundo e se relaciona com ele, tem sua forma alterada de acordo com a época em que se encontra. À medida que a compreensão da vida se torna mais complexa, novas necessidades surgem, moldando o comportamento das pessoas na sociedade, criando um novo código, sempre baseado no seu antecessor, mas com diferenças que cada vez mais afastam o homem do mundo real. Com o avanço nas técnicas utilizadas pela comunicação, para garantir que a informação contida na mensagem não se perdesse no tempo, os espectadores tornaram-se mais exigentes e desconfiados. Ou seja, a animação desenvolve-se para atender a uma necessidade da comunicação, que por sua vez mudou, graças a nova e mais complexa forma do ser humano de entender o mundo. O presente trabalho está estruturado da seguinte forma: oito tópicos que foram conceituados em ordem cronológica, com a função de dar ao leitor, uma base para compreender as causas da evolução da animação. No primeiro tópico, é encontrado o desenvolvimento da ideia de “protótipos”, que é uma forma de representar o mundo vindo direto do pensamento em direção à imagem. Esta espécie de estudo anterior a imagem, demonstra o surgimento de uma consciência mais trabalhada. O ser humano até então, não possuía interesse em registrar uma linguagem, mas estava desenvolvendo a sua capacidade de comunicação, a medida que criava uma nova consciência e desenvolvia a sua imaginação. No segundo tópico, encontramos quatro conceitos referentes a “imagem”. Esse tópico apresenta o surgimento dela como sendo o resultado da evolução da capacidade do indivíduo de codificar suas vivências. Com o aparecimento da nova necessidade de preservar informações e compartilha-las, o homem passou a completar as imagens com a “escrita”. Esta aparece como um complemento explicativo da imagem, o seu desenrolar em linhas. Portanto, fica evidente que o caminho feito pelo o homem, percorre da imagem ao conceito, ou seja, ele precisa imaginar para poder entender. Os tópicos seguintes abordam conceitos sobre a “comunicação”, e sua função de dar sentido ao mundo. Além de trabalhar a ideia de um “mundo codificado”, que atualmente utiliza-se das imagens para manipular as pessoas e não mais ajuda-las a entender melhor a vida. A animação aparece como sendo a mais nova e intrigante técnica de comunicação e encontra-se inserida no mesmo patamar artístico que o cinema, graças a contribuição singular dos estúdios Disney. O ultimo tópico trabalhado antes das considerações finais é sobre as técnicas utilizadas pelo famoso estúdio de animação e símbolo do mundo da fantasia, Walt Disney. Tudo está interligado pela relação com o pensamento humano. A animação é a técnica mais recente, criada pelo homem, para atender as suas novas necessidades, de acordo com suas condições cada vez mais especificas de se criar mensagens. As mudanças ocorridas na imagem refletem a contínua batalha do artista em fazer o impossível para alcançar a satisfação da mente humana. Todas as técnicas desenvolvidas pela comunicação tiveram como incentivo o desafio de chamar a atenção do público, para garantir a disseminação daquela determinada informação, em prol do enriquecimento cultural da sociedade.
Keywords: Animação
Comunicação
Disney
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/7292
Issue Date: 2012
Appears in Collections:PUB - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BRUNO AUGUSTO FERREIRA SETTI.pdf1.44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.