Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/8380
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMota, Marcio Rabelo-
dc.contributor.authorSantos, Daniel Marques dos-
dc.date.accessioned2016-04-01T20:42:50Z-
dc.date.available2016-04-01T20:42:50Z-
dc.date.issued2015-11-19-
dc.identifier.citationSantos, Daniel Marques. Análise da resposta da FC e FC reserva ao teste de 1600M. 2015. 18 f. Monografia (Graduação) - Faculdade de Ciências da Educação e Saúde, Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2015.pt_BR
dc.identifier.uri https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/8380-
dc.description.abstractA frequência cardíaca é uma das variáveis mais utilizadas para prescrição de exercícios, seu aumento ou diminuição da intensidade e volume do execício, e de algumas situações relacionadas ao situacional ou estado de estres emocional do momento durante a comparação da FCmáx com a FC de reserva no teste de corrida de 1600m. Metodologia: os voluntários foram submetidos ao teste de corrida de 1600 metros no campo de futebol, por um protocolo randomizado, foram feitas mensurações de (FC, FCR, PA). Resultados: através do teste T pareado, nota-se uma diferença significativa (p=0,001) entre a FC máxima estimada pela idade e a FC atingida no teste de esforço. Discussão: o presente estudo identificou que através do teste T pareado, nota-se uma diferença significativa (p=0,001) entre a FC máxima estimada pela idade e a FC atingida no teste de esforço porém demonstrou que os participantes não atingiram a FCmáx esperando no teste de esforço que por esta razão não se caracterizou como máximo. Considerações finais: concluiu-se então que a proposta de analisar a FCmáx com a FC de reserva no teste de corrida de 1600m no presente estudo o teste de esforço não se caracterizou como máximo, por razão de possivelmente ter superestimado a capacidade máxima de cada individuo.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Thayane Maia (thayane.maia@uniceub.br) on 2016-03-31T18:55:28Z No. of bitstreams: 1 21061122.pdf: 3471764 bytes, checksum: 1c858a46ed3b33c9e445f46de19f6829 (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Rayanne Silva (rayanne.silva@uniceub.br) on 2016-04-01T20:42:50Z (GMT) No. of bitstreams: 1 21061122.pdf: 3471764 bytes, checksum: 1c858a46ed3b33c9e445f46de19f6829 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2016-04-01T20:42:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 21061122.pdf: 3471764 bytes, checksum: 1c858a46ed3b33c9e445f46de19f6829 (MD5) Previous issue date: 2016-03-31en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectTeste de 1600 metrospt_BR
dc.subjectFrequência cardíacapt_BR
dc.subjectFrequência cardíaca de reservapt_BR
dc.titleAnálise da resposta da FC e FC reserva ao teste de 1600Mpt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.date.criacao2015-11-19-
Appears in Collections:EDF - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
21061122.pdf3.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.