Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2378
metadata.dc.type: Monografia
Title: Biologia molecular do vírus papiloma humano
Authors: Gonçaves, Cláudio
Abstract: Os vírus são microrganismos submicroscópicos de dimensões ínfimas, medindo entre 20 e 300 nm. São destituídos de metabolismo próprio e por isso considerados parasitas intracelulares obrigatórios. Reconhecidos como partículas filtráveis, Existem em formas variadas. São constituídos por ácidos nucléicos, DNA ou RNA, proteínas e lipídios. São encontrados em formas de simetria icosaédrica e helicoidal. Conseguem penetrar no organismo através de soluções de continuidade na pele ou através das membranas mucoepiteliais. Uma partícula viral infecciosa liga-se à membrana celular e penetra na célula hospedeira; ocorre o desnudamento do genoma viral e posterior replicação do vírus. As mutações do DNA e RNA viral, que são alterações na sequência de bases do DNA, ocorrem pelo processo de substituição de bases, deleção e mudança de fase de leitura. Na genética a recombinação é um termo utilizado para descrever a troca de material genético que venha a resultar num rearranjo de genes diferente do original. Na recombinação viral, quando dois vírus geneticamente diferentes infectam uma célula podem ocorrer os fenômenos de recombinação viral, complementação e mistura fenotípica. O vírus papiloma humano – HPV, contém DNA de filamento duplo em configuração circular. Atualmente mais de 70 genótipos do HPV já foram identificados. O genoma do HPV contém dois tipos de molduras abertas de leitura (ORFs [o equivalente viral dos “genes”]): precoce e tardio. As ORFs precoces de transcrição (E1, E2, e E4 até E7) regulam a replicação viral e transformação da célula hóspede. As duas ORFs tardias de transcrição (L1 e L2) codificam as informações relativas às proteínas capsides menores e maiores que recobrem o vírus. A replicação dos HPVs ocorre nas camadas basais do epitélio e tem acesso às células permissivas através de lesão e/ou abrasão. Os HPVs mucosotrópicos são encontrados exclusivamente nos locais urogenitais ou bucorrespiratórios. As causas de condilomas acuminados de exuberante proliferação é a infecção por HPV-6 ou 11 considerados subtipos de baixo risco. Os subtipos de alto risco mais recorrentes são o 16 e o 18, que estão relacionados ao carcinoma invasor do colo de útero, de pênis, de pele. A ciência tem avançado, e tem trazido inúmeros métodos de detecção através da biologia molecular, tais como: captura híbrida, PCR, southern blotting, hibridização in situ.
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2378
Issue Date: 2001
Appears in Collections:BIO - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
8952538.pdf660,1 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.