Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2423
metadata.dc.type: Monografia
Title: Clonagem humana
Authors: Dalcastanhy, Maria Elisa Gomes de Freitas
Abstract: Clonar significa produzir assexuadamente qualquer grupo de células de um único ancestral produzido sexuadamente. De alguns anos para cá, vem se investindo muito em pesquisas nessa área. Hoje em dia, já existem vários mamíferos clonados, ovelhas, bezerros, macacos e ratos. O próximo passo na pesquisa é a clonagem de um ser humano. A dupla de cientistas, Zeverino Antinori e Panayotis Zavos, anunciaram recentemente que realizarão, de qualquer forma, a clonagem de um ser humano, mesmo que para isso a pesquisa seja feita em alto mar, ainda nesse ano de 2001. Eles pretendem utilizar a mesma técnica que foi aplicada na clonagem da ovelha Dolly, a substituição do material genético de um embrião doador.. Contudo a técnica ainda é muito arriscada, uma vez que vem se encontrando falhas genéticas nesses animais clonados constantemente. Mesmo em condições ideais, a chance de se obter sucesso na implantação de um embrião é inferior a trinta (30) por cento. Esse tipo de prática é legalmente proibida em todos os países e envolve questões éticas, psicológicas, jurídicas e religiosas. Pôr outro lado, existe um outro tipo de clonagem, chamada de clonagem terapêutica, onde seria clonado apenas tecidos celulares, a partir de células-tronco – células capazes de dar origem a qualquer tecido do corpo humano. Alguns países vem investindo nessa parte da pesquisa, inclusive o Brasil. A questão é, até onde se deve seguir com esse tipo de manipulação genética?
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2423
Issue Date: 2001
Appears in Collections:BIO - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
9760463.pdf631,02 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.