Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2428
metadata.dc.type: Monografia
Title: Enxaqueca: uma doença incapacitante
Authors: Lencina, Jimena Rios
Abstract: As cefaléias são dores na superfície da cabeça, que geralmente ocorrem em consequência da dilatação dos vasos sanguíneos, dilatação essa, acionada por estímulos internos ou externos; pode também, ocorrer em decorrência de vários distúrbios fisiológicos ou psicológicos. Um tipo especial de dor de cabeça – a enxaqueca – afeta milhões de pessoas ao redor do mundo e caracteriza-se por apresentar vários sintomas violentos, que ocorrem isolados ou associados em várias combinações, como dor de cabeça vascular, náuseas, vômitos, alterações visuais entre outros, denotando sua natureza composta. Não se pode determinar apenas uma única causa para sua ocorrência; ela apresenta-se em uma variedade de formas e ocorre em uma diversidade de circunstâncias, não sendo, portanto, apenas um processo fisiológico, mas sim, um conjunto de sintomas relacionados ao indivíduo portador, sendo ao mesmo tempo, um processo neurofisiológico, comportamental e psicológico. As pessoas que apresentam enxaqueca distinguemse por uma predisposição natural, em maior ou menor grau, a fatores que desencadeiam uma crise. Há diversos tipos de enxaqueca: as situacionais, as periódicas, as paroxísmicas, as circunstanciais, devidas a fatores que irritam o organismo, como luz, barulho, clima, alimentação etc., sendo que, todas elas são classificadas de acordo com os sintomas que apresentam em: enxaquecas comuns, enxaquecas clássicas, enxaquecas com aura, nevralgias migranosas, enxaquecas hemiplégicas e oftalmoplégicas. É de importância fundamental ressaltar que as enxaquecas afetam muito mais as mulheres, na proporção de 3:1, devido a todos os ciclos hormonais pelos quais passam em sua vida. O diagnóstico e tratamento da doença não é de fácil execução devido, principalmente, ao fato de ela apresentar-se de forma única e particular em cada indivíduo, contudo, sendo possível a adoção de medidas preventivas, auxiliares, e psicoterapêuticas aliadas aos tratamentos medicamentosos ou não. Atualmente, seu impacto social é mensurado pela perda de dias de trabalho e de produtividade pessoal e profissional; a enxaqueca não afeta única e exclusivamente seu portador, mas também todas as pessoas que convivem com ele - colegas de trabalho, amigos, filhos, cônjuges e familiares - que têm que aprender a lidar, apoiar e viver com uma doença incapacitante.
Keywords: Enxaqueca
Sintoma
Dor de cabeça
Distúrbio fisiológico
URI: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2428
Issue Date: 2003
Appears in Collections:BIO - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
9760676.pdf385.59 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.