Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2471
metadata.dc.type: Monografia
Title: Drogas nas escolas: uma abordagem preventiva
Authors: Oliveira, Marcelo Alves
Abstract: As drogas são, sem dúvidas, uma matéria polêmica que perdura desde os primórdios da humanidade e que, muitas vezes, confunde-se num jogo de rituais, religião, prazer e euforia. No contexto atual, as drogas têm infiltrado de modo arrasador e assustador na vida dos jovens ainda em formação. Estes adolescentes, travam constantes embates de cunho psicológico, físico e existencial, tornando-se vítimas vulneráveis às tentações e ao assédio incansável dos drogaditos, e porque não dizer dos próprios entorpecentes. Dentre os principais tipos de drogas e reconhecidamente mais presentes na vida dos adolescentes estão a maconha, a cocaína, o ecstasy, o LSD, as anfetaminas e os solventes que são consideradas drogas ilícitas de uso ilegal. Em contrapartida, existem as drogas legalizadas como o álcool e o tabaco que, além de comprovadamente fazerem mal à saúde , ainda causam dependências. Neste cenário, como parte integrante da vida da maioria dos jovens, está também inserida, a escola. Instituição esta que, por ser um local onde tais envolvidos passam a maior parte do seu tempo e não obstante ser ela responsável pela propagação de princípios éticos e de cidadania, surge como uma promessa a minimizar o pesadelo das drogas por meio da prevenção. É interesse da escola implementar a sua política de prevenção onde haja a participação de toda comunidade circunvizinha à sua área. Esta interação entre a escola e sua clientela também prevê constantes fóruns colegiados para que se consiga lograr êxito neste aspecto tão importante e decisivo na vida dos jovens e adolescentes.. É importante salientar que as escolas apresentam-se idôneas na proposta preventiva, desde que bem municiadas e com condições financeiras de investirem na capacitação e valorização de seus profissionais. Por fim , a escola não deve ter a pretensão de que sozinha, mesmo com toda estrutura e política bem definidas, conseguirá erradicar de seus portões os obstáculos das drogas. Portanto, através de um somatório de forças e o entendimento otimista das partes envolvidas certamente a escola ,como mola propulsora, poderá dinamizar-se contribuindo eficazmente na prevenção ao uso de drogas entre o público alvo em discussão.
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2471
Issue Date: 2002
Appears in Collections:BIO - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
9811109.pdf421,61 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.