Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2586
metadata.dc.type: Monografia
Title: O desenho e a representação infantil do processo de adoecimento, internação e tratamento
Authors: Brito, Renata Delfino
Abstract: O estudo tem como objetivo analisar a representação e a narrativa infantil sobre o processo de internação, adoecimento e tratamento através de desenho dirigido sobre o tema, visando analisar como elas enfrentam e elaboram esse processo de hospitalização. Na fundamentação teórica será abordado o processo de hospitalização, contemplando o nascimento e a reorganização do hospital ao longo dos séculos, bem como as características que envolvem esse processo – tanto em seu aspecto geral, quanto ao aspecto infantil –, problematizando a interferência e as consequências que ele acarreta na vida da criança e de seus familiares. Também serão abordadas algumas estratégias de enfrentamento da situação – que podem ser utilizadas tanto pelos indivíduos acometidos pela patologia, quanto por seus acompanhantes, familiares e redes de apoio –, o papel exercido pelo profissional de Psicologia dentro âmbito hospitalar e suas possibilidades de intervenção, bem como a influência e as características do desenho enquanto técnica projetiva. A metodologia envolveu a realização de pesquisa qualitativa com duas crianças, envolvendo observação participante e entrevistas individuais semi-estruturadas a partir de desenhos elaborados por elas. Foi utilizada a análise de conteúdo e foram elaboradas três categorias analíticas para a análise e discussão. A análise evidencia que sentimentos de medo, dor e raiva estão muito presentes nesse contexto, geralmente associados aos procedimentos médicos necessários ao quadro patológico; que o vínculo afetivo da criança com uma figura de valor que a acompanhe nesse processo contribui significativamente para o seu bem-estar; que o período de hospitalização gera interferências psicológicas devido à mudança nas atividades diárias; que as atividades lúdicas auxiliam o contato da criança com sua realidade infantil e melhor enfrentamento da situação; que a expressão do sentimento infantil deve ser valorizada e respeita a fim de auxiliar na elaboração da internação; e que o manejo da equipe de saúde também é de suma importância para a minimização dos aspectos negativos da hospitalização infantil. Assim, diante desses aspectos, buscou-se analisar como essas características que envolvem a hospitalização interferem psicologicamente nos indivíduos expostos a esse contexto, pretendendo, a partir disso, desenvolver estratégias e manejos de intervenção por parte da equipe de saúde que os acompanha e também possibilitar que os envolvidos também enfrentem da melhor maneira o processo, minimizando aspectos negativos para que não influenciem no quadro clínico apresentado.
Keywords: Hospitalização
Hospitalização infantil
Desenho
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2586
Issue Date: Nov-2012
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20821175.pdf1.78 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.