Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2800
metadata.dc.type: Monografia
Title: O sentido da vida em pacientes graves
Authors: Coelho, Andreia Moreira
Abstract: A morte é algo inevitável e inerente a todo ser vivo. Mas houve uma mudança na maneira de lidar com ela. Antigamente, o homem era preparado para a sua morte e cumpria todo um ritual de passagem, onde o moribundo exprimia suas últimas vontades, dava suas recomendações finais, pedia perdão e se despedia dos amigos e parentes. Hoje, o ideal é que se morra sem se dar conta, a morte foi mercantilizada e tornou-se objeto de lucro. Além disso, já não se morre mais em casa, rodeado pelos entes queridos, passou-se a morrer no hospital, onde o paciente é alienado e perde a sua individualidade e o seu querer. Muitas vezes, o paciente não conhece sequer o seu diagnóstico completo, cada um reage de uma forma, frente à descoberta do diagnóstico, alguns se deprimem, outros se revoltam, outros ainda, utilizam-se da experiência para amadurecer. A equipe médica, por sua vez, também enfrenta dificuldades em lidar com os pacientes graves, pois, tal gravidade leva a equipe a se confrontar com sua própria fragilidade. Quando o paciente vê a morte como algo natural, ele consegue abstrair o verdadeiro sentido da vida e busca aproveitar cada momento. A pesquisa foi realizada de acordo com a epistemologia qualitativa, onde foram utilizados como instrumentos, uma entrevista semiestruturada e um complemento de frases. A participante possui um câncer com metástase múltipla, que permitiu a ela uma reflexão sobre seus processos subjetivos, promovendo uma mudança no sentido da vida. A construção da informação foi elaborada com base em eixos temáticos levantados durante a pesquisa. Sendo assim, avaliou-se como a paciente enfrentou o diagnóstico, bem como o tratamento da doença. Buscou-se compreender quais os seus principais medos e como ela lida com seu ambiente familiar e social, após o diagnóstico. Foram levantados quais são os seus projetos de vida e suas expectativas futuras. A partir destes aspectos, foi analisado como a participante da pesquisa enfrenta a vida após o diagnóstico, verificando uma possível mudança de sentido subjetivo, decorrente da confrontação de uma possibilidade de morte. O objetivo deste trabalho é chamar a atenção para a necessidade de perder o medo da morte, a partir da conscientização da nossa efemeridade, para que, assim, possamos alcançar uma melhor qualidade de vida e aproveitar cada momento que nos é proporcionado, buscando a felicidade na simplicidade da vida.
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/2800
Issue Date: Nov-2005
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20124980.pdf327.62 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.