Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/3025
metadata.dc.type: Monografia
Title: Família, casamento e divórcio na pós-modernidade: refletindo sobre relacionamentos
Authors: Carneiro, Michele Melo
Abstract: O presente trabalho tem por finalidade abordar processos de organização familiar, como por exemplo, casamento, divórcio, recasamento no contexto pós-moderno. Dessa forma, questiona-se os aspectos centrais contemporâneos discutindo seus impactos gerais na sociedade. Faz-se necessário o estudo da constituição familiar moderna para maior conhecimento das mudanças em relação às famílias contemporâneas. A partir dessa discussão inicial, aborda-se a reação da família na cultura ocidental perante tantas modificações como, por exemplo, ampliação dos papéis sociais, maior liberdade dirigida aos filhos na comunicação com os pais, ampliação do mundo externo na educação e criação dos filhos, entre outros aspectos. A importância do casamento é discutida em meio a tantas rupturas de uniões conjugais e o sentimento amor é relembrado em meio a questionamentos sobre sua presença nas relações em geral. No divórcio e recasamento, levanta-se quais serão as principais consequências para os filhos. Nesse sentido, observa-se que, em relação a essa temática, certos pais tentam superproteger os filhos, escondendo deles o que realmente acontece para privar-lhes de sofrimento, atitude essa passível de discussão. O presente trabalho também busca a quebra de alguns mitos como, por exemplo, o fracasso na educação dos filhos quando estes são criados por mães solteiras ou famílias constituídas precocemente tendo em vista que essas famílias conseguem a sua reorganização e as mães solteiras conseguem assumir o seu papel materno correspondendo todas as expectativas dos filhos. Sabe-se que essa tarefa não é fácil, porém, também não se torna impossível. É relevante abordar também a terapia familiar e suas implicações no mundo contemporâneo. Dessa forma, pode-se afirmar que essa terapia pode ser vista como um desafio já que tenta reorganizar famílias pós-modernas em meio a grandes rupturas. E, por fim, conclui-se que a organização familiar pode se dar de várias formas e que não é essa forma de constituição que influi no tipo de relacionamento familiar. Assim, as pessoas, independente do tipo de organização familiar, por estarem mais individualistas preocupam-se principalmente com seu bem-estar e pouca importância despendem para os outros. Nesse sentido, a comunicação e o relacionamento familiar ficam comprometidos de modo que as pessoas vivem mais em função do mundo externo devido a trabalho, festas, diversão, entre outras coisas e a família acaba ocupando um lugar secundário.
Keywords: Pós-modernidade
Família
Terapia familiar
Citation: CARNEIRO, Michele Melo. Família, casamento e divórcio na pós-modernidade: refletindo sobre relacionamentos. 2008. 58 f. Monografia (Graduação em Psicologia) – Faculdade de Ciências da Educação e Saúde, Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2008.
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/3025
Issue Date: Jul-2008
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20311340.pdf171.06 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.