Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/3096
metadata.dc.type: Monografia
Title: O desenvolvimento psicomotor de bebês com necessidades especiais: uma parceria entre Psicologia e Fisioterapia
Authors: Pereira, Thaís Costa Carvalho
Abstract: A presente monografia tem por finalidade contemplar estudos realizados nas áreas de Psicologia do Desenvolvimento, Estimulação Precoce e Fisioterapia com crianças na faixa etária de um a três anos, portadoras de necessidades especiais, originárias de intercorrência no parto (anoxia neonatal) ou de alguma síndrome genética. Desde agosto de 2008, de forma integrada entre professores e alunos dos cursos de Psicologia e Fisioterapia do UniCEUB, no Centro de Formação – CENFOR, desenvolveu-se trabalho de estimulação precoce de crianças que apresentam dificuldades e ou atraso psicomotor. A estimulação precoce surgiu como especialidade clínica há aproximadamente quarenta anos, atuando sobre aspectos cognitivos, motores e afetivos na fase inicial do desenvolvimento da criança. O trabalho lúdico traz o estímulo – entendido neste caso como algo que incita e desperta o desejo –, para que a criança possa constituir-se como sujeito. Cada criança apresenta um determinado padrão de crescimento e amadurecimento e cabe ao profissional, seja ele psicólogo ou fisioterapeuta, respeitar e perceber o tempo de desenvolvimento do sujeito. A realização desse trabalho integrado entre duas áreas das ciências da saúde, ao tempo em que enriquece o estudo e a pesquisa, beneficia os pacientes, favorecendo o desenvolvimento de seus melhores potenciais. Uma vez que se consideram as crianças construtoras de conhecimento a partir de uma interação direta com os objetos ao seu dispor, quando surge uma dificuldade ou deficiência ocorre uma limitação, uma desvantagem neste processo de interação. A partir de um trabalho interdisciplinar, em parceria com a Fisioterapia, possibilitou-se o desenvolvimento das habilidades fundamentais do bebê, como as psicomotoras, minimizando o atraso e as seqüelas que poderiam surgir caso o bebê não recebesse essa estimulação, tanto da Fisioterapia como da Psicologia. O atendimento interdisciplinar permitiu estabelecer um olhar e uma escuta clínica mais apurados na detecção dos primeiros sinais que despertam alerta quanto a possíveis danos no desenvolvimento do bebê e, além disso, possibilitou a criação de condições favoráveis para a constituição do sujeito antes do estabelecimento de um quadro patológico, eis que uma intervenção posterior, após a estabilização do desenvolvimento neurológico da criança, seria muito mais limitada. Por meio dos resultados obtidos, constatou-se que a estimulação precoce auxiliou no desenvolvimento cognitivo e psicomotor das crianças atendidas, destacando a evolução individual dos pacientes. No entanto, novas pesquisas, de maior amplitude, precisam ser realizadas, de modo a confirmarem-se – ou não – os resultados ora obtidos
Keywords: Estimulação precoce
Desenvolvimento psicomotor e interdisciplinaridade
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/3096
Issue Date: Jul-2009
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20426247.pdf766,6 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.