Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/5476
metadata.dc.type: Monografia
Title: Correspondência verbal em um jogo de cartas com crianças
Authors: Antunes, Rogéria Adriana de Bastos
Abstract: Dez crianças, com idades entre 6 e 8 anos participaram do presente estudo que te-ve como objetivo verificar, a partir de uma manipulação direta, se a pontuação tirada pelo participante interfere na frequência de distorções O experimento contou com um jogo de cartas com dez participantes. O jogo ocorreu em duplas, onde cada par-ticipante recebeu duas pilhas de cartas, pilha 1 e pilha 2. Cada jogador pegaria uma carta e escreveria um valor em seu quadro branco. Após o comando da experimen-tadora, os participantes deveriam mostrar os seus valores simultaneamente. Em seguida, o jogador que tivesse relatado o maior valor deveria lançar o dado. Caso o dado caísse em um número diferente de 6, ganharia o que relatasse o maior valor. Caso caísse em 6, as cartas seriam mostradas e, havendo distorção de algum parti-cipante, ele perderia a rodada e pegaria duas cartas da sua pilha 2 e colocaria em sua pilha 1, junto com a carta que tinha em mãos. O ganhador descartaria a carta que tinha em mãos, no centro da mesa. Havendo empate nos valores relatados, não haveria ganhador e os dois retornariam suas cartas para suas pilhas 1. O jogo ocor-reu em três sessões e cada dupla jogava cinco partidas, sendo que na primeira ses-são ambos participantes jogaram em Linha de Base (cartas em igualdade de condi-ções). No segundo dia, durante a segunda sessão um participante jogava na condi-ção de Probabilidade Baixa (maior quantidade de cartas com valores baixos) e seu oponente jogava na condição de Probabilidade alta (maior quantidade de cartas com valores altos) para em seguida jogarem em condição de Sondagem (cartas em igualdade de condições). No terceiro dia, durante a terceira sessão, o participante que jogou na condição de Probabilidade Baixa, agora jogaria em condição de Pro-babilidade alta e vice-versa. Em seguida jogaram em condição de Sondagem (car-tas em igualdade de condições). Venceria a rodada o jogador que tivesse apresen-tado o maior valor. Foi verificado que não só as consequências a tatos distorcidos afetam a correspondência verbal, mas que a probabilidade de reforço para relatos precisos também poderá afetá-la. A hipótese inicial do estudo foi confirmada, ao ser verificada maior porcentagem de distorções na condição de Probabilidade baixa, visto que nesta condição havia maior quantidade de cartas de valores baixos, de-monstrando assim o efeito da variável manipulada
Keywords: Comportamento verbal
Correspondência verbal
Probabilidade baixa
Probabilidade alta
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/5476
Issue Date: Jun-2014
Appears in Collections:PSI - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20978692.pdf919,75 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.