Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/5639
Tipo: Monografia
Título: Os novos crimes de invasão de dispositivo informático e interrupção de serviço telemático
Autor(es): Silva, Flávio Silveira da
Abstract: Apresenta o histórico do computador, bem como a criação e evolução da Internet e sua relação com o Direito. Define o conceito de delito informático, sua classificação e os bens jurídicos tutelados, chamando atenção para os problemas decorrentes da determinação do lugar do crime e da lei penal aplicável em crimes transnacionais. Discorre sobre alguns projetos de lei relacionados à tipificação de delitos informáticos, apresentando o contexto do tramitação do PL nº 2793/11, que se tornou a Lei nº 12.737/12. Conceitua certos termos e expressões empregados nos novos tipos penais, como, por exemplo, “dispositivo informático” e “mecanismo de segurança”. Analisa o novo tipo penal de invasão de dispositivo informático, bem como a figura assemelhada de instalação de vulnerabilidade. Discorre sobre os elementos específicos do tipo, bem como sobre os problemas identificados na redação do artigo 154-A. Alerta quanto à pouca eficácia do tipo penal, decorrente dos problemas acima e das baixas penas cominadas. Analisa também o tipo penal de interrupção de serviço telemático do artigo 266, §1º, discorrendo se os bens protegidos pela norma seriam apenas os de caráter público e coletivo, como as redes de telecomunicação, ou também os de caráter privado, como os sites da Web.
Palavras-chave: Internet
Direito Penal
Delito Informático
Invasão de Dispositivo
Interrupção de Serviço Telemático
Lei nº 12.737/12
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/5639
Data do documento: 26-Set-2014
Aparece nas coleções:DIR - Graduação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
21031336.pdf767,81 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.