Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/6108
metadata.dc.type: Monografia
Title: A constitucionalidade da perda automática de mandato parlamentar por decisão judicial transitada em julgado
Authors: Silva, Paulo Max Cavalcante da
Abstract: Este trabalho tem por objetivo analisar a hipótese da perda do mandato parlamentar decorrente de decisão criminal transitada em julgado a partir de pesquisa bibliográfica. Levando-se em consideração o protagonismo a ser desenvolvido pelo Supremo Tribunal Federal em nossa época, buscar-se-á a dialética entre a tese que defende a perda automática do mandato parlamentar, como sendo esta apenas consequência da decisão judicial, e a que se posiciona a favor da prerrogativa do Legislativo de decidir a respeito da manutenção do mandato. O estudo dos dispositivos constitucionais envolvidos se faz necessário, buscando-se o verdadeiro sentido da Constituição como unidade. Ademais, o debate constitucional proporciona um estudo do instituto do mandato parlamentar sob a perspectiva democrática e republicana. Outrossim, a decisão do judicial que venha a decretar a perda do mandato é estudada sob o enfoque do Ativismo Judicial, do papel que o Supremo Tribunal Federal deve exercer, segundo o Parlamentarismo Limitado de Bruce Ackerman, e à luz da criação judicial do direito preconizada por Inocêncio Mártires Coelho. Concluindo-se pela possibilidade da perda do mandato parlamentar pela simples decisão judicial transitada em julgado.
Keywords: Perda do mandato parlamentar
Condenação criminal
Supremo Tribunal Federal
Ativismo judicial
Criação judicial do direito
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/6108
Issue Date: 23-Mar-2015
Appears in Collections:DIR - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
21039482.pdf494,37 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.