Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/6598
metadata.dc.type: Monografia
Title: Avaliação: tecendo um caminhar mediador
Authors: Santana, Alessandra Lopes de
Alves, Ana Paula Moraes
Silva, Cremildes de Afonseca e
Carritilha, Cristiane da Costa
Abstract: A educação permeia todo acesso de informações que possibilitam o desenvolvimento humano, promovendo a construção do conhecimento desenvolvendo suas capacidades intelectuais, habilidades e competências. Neste contexto, a avaliação está centrada na aprendizagem do aluno, diagnosticando o que ele aprende e a qualidade de seu aprendizado. Segundo Haydt (1998): “(...) a avaliação ajuda o aluno a progredir na aprendizagem, e o professor a aperfeiçoar sua prática pedagógica”. O presente trabalho tem como objetivo compreender a função e as formas da avaliação utilizadas pelo educador, no âmbito pedagógico, como instrumento de conhecimento das necessidades educacionais do aluno, auxiliando-os na construção dos seus saberes. A pesquisa desenvolvida teve uma abordagem qualitativa numa Escola da Rede Publica de Ensino Fundamental do Distrito Federal. Segundo André (2003): “A pesquisa qualitativa tem o ambiente natural como sua fonte direta de dados e o pesquisador como seu principal instrumento”. Os sujeitos da pesquisa foram: o diretor, o professor regente e os alunos. Os instrumentos aplicados foram: a análise documental, a observação participante e a entrevista semi-estruturada. Os resultados foram referenciados através de três categorias: a aprendizagem significativa, a mediação e a avaliação. Na aprendizagem significativa, evidenciou-se positivamente que a escola contemplou o desenvolvimento do individuo; e um ponto negativo são os exercícios mecanizados com repetição de exemplos. Diante da mediação, conferiu-se que o docente facilitou a construção e a aquisição dos conhecimentos através da intervenção pedagógica; mas como ponto negativo, a professora não gosta de interrupções quando está explicando e na turma há muita indisciplina. A avaliação foi norteada através de estratégias que permeiam o desenvolvimento cognitivo, afetivo e social do sujeito; um ponto negativo que ficou evidenciado foi que em alguns momentos em que a professora utilizava a avaliação para apenas medir o conhecimento. O trabalho docente dentro da escola é um trabalho participativo, mesmo sendo realizado em um grupo heterogêneo de professores, a postura adotada visa superar as visões fragmentadas de avaliação. Concluímos a partir dos resultados que a professora ainda utiliza a avaliação somativa, mas também tem outras estratégias de avaliar facilitando a construção do conhecimento do aluno. A mediação acontece em sala de aula apesar da indisciplina de alguns alunos interferindo no processo de aprendizagem significativa. A aprendizagem significativa acontece de forma fragmentada, desvalorizando o contexto em que o aluno esta inserido mecanizando o ensino e o processo de construção do conhecimento. O fundamental é que professora e alunos juntos, reflitam sobre os erros transformando-os em uma situação de aprendizagem. Segundo Zabala (1998): “o aluno necessita de incentivos e estímulos”. Portanto, cabe a escola criar o espaço propicio para construção dos saberes e formação do cidadão, facilitando dessa forma a superação dos obstáculos, além da ruptura de paradigmas requerendo uma nova postura do educando, diante do processo de ensino aprendizagem, que favoreça a mediação promovendo ao educando condições de nova visão da avaliação, subsidiando a tomada de decisões do trabalho docente, desencadeando uma atitude reflexiva sobre teoria e prática.
Keywords: Aprendizagem significativa
Mediação
Avaliação
URI: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/6598
Issue Date: 2005
Appears in Collections:PED - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
40261144.pdf370,89 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.