Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/6649
metadata.dc.type: Monografia
Title: Análise da eficácia da educação de jovens e adultos
Authors: Guimarães, Luana Teixeira
Senna, Josinete de Morais
Abstract: A reflexão sobre as políticas públicas no ensino fundamental nos conduz a premissas que podem fundamentar a necessidade de criação do Ensino de Jovens e Adultos, denominado pela sigla EJA, pelo Ministério da Educação e pelo Conselho Nacional de Educação. Uma dessas premissas é que o ensino fundamental obrigatório e universal ampliou o conjunto de crianças que freqüentam este ensino. O próprio Conselho Nacional de Educação, no seu parecer CEB 11/2000, que regulamenta o EJA, informa que a expansão desta etapa de ensino é claramente observada e há um aumento crescente de vagas, para fazer jus a esta obrigatoriedade. Esta obrigatoriedade, entretanto, trouxe questões que merecem ser estudadas. Uma dessas questões refere-se ao fato que por diversos motivos, alunos permanecem no ensino fundamental até a faixa etária que os permitia freqüentar o ensino médio. Esta realidade é conseqüência da repetência, da reprovação, do fracasso escolar e da evasão, o que implica num fluxo escolar distorcido em relação idade/ano. Portanto, apesar de expandido o ensino fundamental a todas as crianças, o processo educacional continua a reproduzir os excluídos do ensino fundamental e do ensino médio, o que como resultado têm-se muitos adolescentes, jovens e adultos, sem escolaridade obrigatória completa. Portanto, o objetivo deste estudo centrou-se conhecer a eficácia da Educação de Jovens e Adultos no sentido de fomentar uma reflexão sobre as políticas públicas no ensino fundamental criadas para minimizar o analfabetismo ao longo dos anos. O estudo inicia com um breve histórico da EJA, mostrando a trajetória da educação, a implantação do ensino para adultos até os dias atuais, tem demonstrado ações que deram certo e as que causaram pouco impacto na sociedade. Além disso, é possível evidenciar os desafios que a EJA vem enfrentando ao longo dos anos, em vários aspectos: a evasão escolar entre os alunos desta modalidade, a falta de qualificação do corpo docente que a compõe, o perfil dos alunos com base na realidade existente, a metodologia utilizada no processo ensino-aprendizagem, o fracasso escolar, entre outros. A pesquisa foi de natureza qualitativa e para a coleta de dados foram selecionados 20 professores do Ensino Fundamental da Escola Pública do Distrito Federal, de ambos os sexos e em diversas faixas etárias e 20 alunos da Educação para Jovens e Adultos – EJA, da Escola Pública de Brasília. Foram realizadas entrevistas estruturadas com cada um dos sujeitos. Cada resposta de cada um dos sujeitos foram analisadas e categorizadas, sendo dispostas em gráficos. Os resultados indicam que os sujeitos consideram que é preciso realizar várias modificações na modalidade EJA, reconhecendo sua necessidade para a sociedade e para os alunos, no que diz respeito aos adolescentes com história de repetitivos fracassos, como para adultos que por qualquer razão não tiveram oportunidade de freqüentar escola. Os resultados demonstram que há necessidade de acatar a solicitação de Paulo Freire de rever seus postulados, não os considerando como um método, mas sim como princípios e pressupostos, ao quais ele mesmo refere serem de natureza política-teórica.
Keywords: EJA
Alfabetização de jovens e adultos
Método Paulo Freire
Legislação da EJA
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/6649
Issue Date: 2005
Appears in Collections:PED - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
40263452.pdf289,42 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.