Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/8197
metadata.dc.type: TCC
Title: Impactos da ascensão feminina na utilização do genérico masculino: presidente ou presidenta?
Authors: Silva, Renata Marques da
Abstract: A língua é um instrumento de poder e, por isso, está cheia de elementos que representam a ideologia da maioria, sobretudo quando nos referimos à identidade feminina. A utilização de um termo masculino como forma genérica para se referir a toda uma espécie pode ser uma demonstração clara do poder que a língua pode exercer. Independentemente do número de pessoas do sexo feminino em um ambiente qualquer, preferimos a forma masculina, com a justificativa de que o feminino está contido nesta última. Com o resultado da eleição presidencial de 2010, onde Dilma Rousseff saiu vitoriosa, surgiu um dilema: utilizar ou não o feminino da palavra Presidente, que se classifica gramaticalmente como substantivo comum de dois gêneros, ou seja, a diferença entre os gêneros é marcada apenas pela substituição do artigo que precede o substantivo. A discussão é bastante controversa, pois nem mesmo os linguistas ou gramáticos chegaram a um acordo. Alguns acreditam que a palavra presidente deveria continuar seguindo a regra dos substantivos comum de dois gêneros, enquanto outra corrente defende que, pela especificidade do cargo, a primeira eleição da uma mulher para o cargo máximo do executivo, é mais do que justo a utilização da forma feminina para o nome. Ademais, eles se utilizam de leis, com a LEI Nº 12.605, de 3 de abril de 2012 para justificar a utilização da palavra em sua forma feminina.
Keywords: Poder
Preconceito
Presidente
Mídia
Língua
Análise crítica do discurso
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/8197
Issue Date: 28-Feb-2013
Appears in Collections:LET - Pós-graduação em Revisão de textos: gramática, linguagem e construção do significado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
51103060.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.