Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/9189
metadata.dc.type: TCC
Title: A fragmentação como legado colonialista na Síria
Authors: Salameh, Zena
Abstract: Esta monografia tem como intuito analisar as causas do conflito armado iniciado na Síria em 2011, que tem impactado a sociedade internacional com o fluxo intenso de refugiados e com a questão do terror, em razão do fortalecimento do Estado Islâmico. O foco do trabalho, portanto, recai sobre busca das causas da atual crise humanitária e, para tanto, utilizou-se de uma investigação histórica desde o passado colonial até os dias atuais, a partir de uma crítica fundada na teoria póscolonialista. O legado do colonialismo francês será essencial para se entender os elementos que contribuíram para a longa permanência no poder do Partido Ba’ath e dos Assads, e para a fragmentação política, econômica e social do Estado. Nesse sentido, destacam-se a conformação territorial, a indevida consideração da diversidade religiosa, a crise de identidade, o autoritarismo e a ilegitimidade do poder fundado no medo como elementos derivados do passado colonial, os quais somados culminam no referido processo de fragmentação. Essa fragmentação social, econômica e política do Estado sírio, cada vez mais destroem o país, e tudo indica que sua restauração será um processo longo e doloroso.
Keywords: Pós-colonialismo
Oriente Médio
Síria
Assads
Conflito armado
Fragmentação
Citation: SALAMEH, Zena. A fragmentação como legado colonialista na Síria. 2016. 61 f. Monografia (Graduação) - Faculdade de Ciências da Jurídicas e Sociais, Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2016.
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/9189
Issue Date: 2016
Appears in Collections:REL - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
21263085.pdf2.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.