Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/419
metadata.dc.type: Monografia
Title: O desafio de reconhecer o dever de indenizar como efeito de uma nova realidade: o abandono afetivo
Authors: Cavalcante, Patrícia de Oliveira
Abstract: A condição peculiar de pessoas em desenvolvimento e a vulnerabilidade são circunstâncias que firmam a criança e o adolescente em posição privilegiada na sociedade. O ordenamento jurídico brasileiro conferiu um tratamento especial à defesa dos interesses da infância e da juventude, baseado na Doutrina da Proteção Integral. A responsabilidade em assegurar o respeito aos direitos dos jovens foi tripartida entre família, sociedade e Estado. A família é o locus de realização pessoal afetiva de cada membro que a compõe. Os pais desempenham papel relevante no seio familiar, uma vez que cabe a eles prestar assistência material, moral e educacional aos filhos menores e preservar o convívio com os infantes. A partir do momento em que o pai ou a mãe deixam de cumprir suas funções decorrentes da responsabilidade parental, deflagra-se o abandono afetivo. A conduta omissiva dos genitores é ilícita e importa lesão ao direito da personalidade dos filhos, precisamente ao direito à honra. Reconhecer o abandono afetivo como passível de indenização é um dos grandes desafios a ser enfrentado pelos operadores de Direito na atualidade.
Keywords: Criança e adolescente
Doutrina da proteção integral
Dignidade da pessoa humana
Abandono afetivo
Responsabilidade civil
Dano moral
Direito à honra
Indenização
URI: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/123456789/419
Issue Date: 28-May-2012
Appears in Collections:DIR - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20702059.pdf229,62 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.