Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/6765
metadata.dc.type: Monografia
Title: Crianças superdotadas: derrubando preconceitos
Authors: Ito, Luciana Naomi
Abstract: O tema abordado nesta monografia é “Crianças Superdotadas: Derrubando Preconceitos”. O objetivo geral desta pesquisa é identificar e propor soluções para os problemas e dificuldades de aprendizagem pelos quais os superdotados passam, devido a preconceitos sofridos por eles. Dentro deste objetivo existem algumas especificidades para aprofundar o assunto. O tipo de pesquisa utilizado nesta pesquisa foi a qualitativa, que é o Estudo de Caso Etnográfico, onde seus participantes foram 3 professoras de Ensino Fundamental de uma escola particular situada em Águas Claras – DF. O instrumento utilizado nesta pesquisa foi a entrevista, que é um instrumento de coletas de dados que se constitui de perguntas e que as mesmas foram baseadas no Referencial Teórico. Foram relacionadas algumas categorias para a realização da organização, análise e discussão dos dados. Seguem as categorias: Conceito e Identificação de superdotados; trabalho com crianças superdotadas em sala de aula. Atitudes do professor/alunos para com o superdotado; interação do aluno superdotado com o professor/colega de classe; preparação dos professores para lidar com o superdotado; problemas enfrentados pelo superdotado na escola/sala de aula; dificuldade para se trabalhar com o superdotado; sugestões para trabalhar com o superdotado. Com essa pesquisa, pôde-se concluir que a criança superdotada é uma criança como outra qualquer. Para se trabalhar com um superdotado é necessária uma atenção especial, principalmente quando se trata de sua educação. Foi relatado também que a criança superdotada necessita de um atendimento especial. O professor de uma criança superdotada precisa levar para sala de aula desafios, trabalhos que exijam dessa criança uma maior atenção para que, assim, ela não fique desinteressada pela aula. O professor deve motivar, integrar o aluno superdotado. O professor e todos que convivem com o superdotado devem esquecer os mitos e idéias erradas que o envolvem. O apoio da família também é muito importante para o desenvolvimento da criança superdotada. Não basta uma inteligência superior ou um talento brilhante, todo ser humano precisa estar bem emocionalmente, também. Nunca se deve esquecer que sempre tem de existir o respeito, o amor, a compreensão, a solidariedade. Somos todos diferentes, mas todos somos seres humanos.
URI:  https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/6765
Issue Date: 2005
Appears in Collections:PED - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20213512.pdf235.8 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.